Presidente do clube inglês afirmou que não pretende negociar nenhum dos principais jogadores dos Spurs

O presidente do Tottenham, Daniel Levy, encerrou as especulações sobre uma possível transferência do meia Luka Modric para o rival Chelsea e garantiu que o croata não irá deixar o clube na próxima janela de transferências do futebol europeu.

"Desejo deixar absolutamente claro, como fiz anteriormente, que nenhum de nossos principais jogadores será vendido neste verão. Estamos construindo uma equipe para o futuro para jogar em alto nível e para isso é crucial manter os jogadores de qualidade", declarou Levy ao site oficial do Tottenham.

Para contar com Modric na próxima temporada, o Chelsea, do milionário Roman Abramovich, estaria disposto a desembolsar 22 milhões de libras. Este valor, no entanto, parece não seduzir o presidente do Tottenham.

"Com respeito a Luka Modric, não estamos preparados para vendê-lo, por nenhum preço, ao Chelsea e para nenhuma outra equipe. Esclarecermos suficientemente nossa posição por escrito ao Chelsea. Eles optaram por ignorar e fizeram a oferta publicamente", lamentou o dirigente.

Além do Chelsea, a imprensa inglesa também coloca os rivais Manchester United e Manchester City como interessados em Modric. Com 25 anos, o jogador começou a carreira no Dínamo de Zagreb, de seu país natal, e chegou ao Tottenham em 2008.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.