Apesar de possuir jogadores de renome no elenco, Chelsea ainda não conseguiu emplacar dupla de ataque

Mais que uma solução para o ataque do Chelsea , Carlo Ancelotti encontrou um problema ao contratar Fernando Torres . Agora, somado ao francês Nicolas Anelka e a Didier Drogba , o técnico italiano tem três atacantes de alto nível e ainda não sabe como escalá-los. Apesar da seca de gols do atacante espanhol, o jogador garante que consegue jogar ao lado do marfinense.

Desde a estreia contra o Liverpool, em 6 de fevereiro, quando Fernando Torres formou o ataque ao lado de Drogba, Ancelotti só repetiu a dupla na última rodada do Inglês, contra o Blackpool. A formação que mais agrada ao treinador italiano é com Anelka ao lado do espanhol, utilizada três vezes.

Torres, ainda sem marcar com a camisa azul após seis jogos, não foi titular apenas no duelo com o Copenhagen, na quarta-feira, pela Copa dos Campeões da Europa, e no confronto com o Everton, pela Copa da Inglaterra, quando Ancelotti usou um time misto.

"Acho que somos maduros e espertos o suficiente para jogarmos juntos. Não há discussão sobre isso", enfatizou.

Enquanto o camisa 9 ainda não balançou as redes após seis partidas, Drogba não marca há nove. A próxima oportunidade para a dupla de ataque mostrar entrosamento é domingo, contra o Manchester City.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.