Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Torneio Apertura argentino começa nesta sexta sem o River Plate

Time de Buenos Aires foi rebaixado, mas outras equipes da primeira divisão prometem disputa equilibrada

EFE |

O Torneio Apertura argentino começará nesta sexta-feira sentindo a ausência principalmente do River Plate, a equipe mais vencedora da história de seu país e que desceu para a segunda divisão em junho deste ano.

O clássico Boca e River, que mexe com o povo argentino, sai do calendário anual, em uma temporada na qual também não competirão na divisão de elite o Gimnasia y Esgrima, Quilmes e Huracán. Para ocupar essas quatro vagas, subiram Atlético Rafaela, Unión (Santa Fé), Belgrano (Córdoba) e San Martín (San Juan).

Entre as novidades para esta temporada do Torneio Apertura figura a contratação do técnico Diego Simeone, que na temporada passada dirigiu o Catania, da Itália, e agora comandará o Racing.

O Independiente, dirigido por Antonio Mohammed, sonha em contratar o atacante Ernesto Farías, ex-Cruzeiro, e o zagueiro Gabriel Milito, que deixou o Barcelona.

Já o San Lorenzo vem para o Torneio Apertura com a base dos jogadores da seleção paraguaia: Aureliano Torres e Andrés Ortigoza.

Para esta temporada, o Boca Juniors, comandado por Julio Falcioni, conta com o meia Riquelme, que está em boa forma física, e tenta recuperar o meia Fernando Gago, que se desvincula do Real Madrid.

Campeão do Clausura, o Vélez Sarsfield, por sua vez, renovou o contrato do artilheiro uruguaio Santiago Silva e não fez nenhuma contratação.

Enquanto o Estudiantes renovou com Juan Sebastian Verón por um ano e assinou com o goleiro Justo Villar, destaque da Copa América com a seleção paraguaia.

Leia tudo sobre: futebol mundialargentinaboca juniorsriver plate

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG