Considerados maiores rivais do futebol egípcio, torcedores do Al-Ahly e Zamalek se únem e fazem passeata no Cairo, capital do país

O portal egípcio de notícias "Ahram" divulgou nesta quinta-feira que as torcidas do Al-Ahly e Zamalek, clubes considerados os maiores rivais do futebol egípcio, realizaram um protesto conjunto na capital do país, Cairo. A passeata foi organizada depois do confronto dessa quarta-feira entre torcedores do Al-Ahly e do Al-Masry, que deixou mais de 70 mortos e centenas de feridos , em Port Said.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Os torcedores se reuniram na frente da sede do Al Ahly e marcharam pelas ruas de Cairo até o Ministério do Interior. Ao longo da caminhada, diversos grupos políticos se uniram às torcidas. A indignação maior dos protestantes foi com uma suposta conivência das forças policias na hora do confronto.

Leia também: 'Não consegui dormi', afirma brasileiro que joga no Egito

"(O confronto) foi uma conspiração planejada pelo Conselho Supremo das Forças Armadas, porque as forças de segurança abriram os portões para que os torcedores do Masry atacassem os do Ahly (torcida visitante, em menor número)", afirmou um protestante.

Veja ainda: Tragédia no futebol egípcio teve mortes por facadas e sufocamento

A tragédia de quarta-feira começou a ganhar contornos políticos depois que foi divulgado na imprensa internacional que as torcidas organizadas do Egito participaram ativamente dos protestos que levaram à queda do ditador Hosni Mubarak, no começo de 2011. Segundo a Reuters, o novo alvo de algumas da organizadas, inclusive a do Al Ahly, é o novo mandatário do país, Mohamed Hussein Tantawi.

E mais: Estádio de tragédia no Egito já foi 'casa' da seleção

Ainda segundo o "Ahram", a única medida concerta até agora foi tomada pelo procurador-geral do Egito, Abdel Meguid Mahmoud. Ele ordenou que 51 suspeitos de terem participado do massacre fossem interrogados. Mahmoud ainda pediu que qualquer vídeo com imagens do confronto seja enviado ao escritório da Procuradoria.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.