Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Torcida tem o direito de poder opinar", diz Enderson sobre vaias

Treinador interino do Fluminense minimizou manifestações da torcida na derrota para o São Paulo

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

O 'time de guerreiros' se tornou 'time sem vergonha'. Atual campeão brasileiro, o Fluminense estreou na competição com derrota de 2 a 0 para o São Paulo, neste domingo, em São Januário, e não foi poupado pela pequena torcida que compareceu ao estádio. Além das vaias para o time, o treinador interino do Flu, Enderson Moreira, também foi chamado de burro ao substituir o meia Deco por Souza.

Porém, para Enderson, a manifestação dos torcedores é normal e compreensível pela atuação do time contra o São Paulo. "A torcida tem o direito de poder opinar sobre o que viu. Tenho buscado ajudar o Fluminense nesse momento, até a chegada do Abel Braga. Estou tentando fazer o que posso fazer, dentro das minhas possibilidades, mas hoje não fomos bem", declarou o interino do Fluminense.

Na visão de Enderson, o Fluminense não aproveitou as chances que teve no primeiro tempo, permitindo que o São Paulo abrisse o placar e atuasse no contra-ataque na segunda etapa, com Dagoberto e Lucas em noite inspirada.

"O jogo estava igual, tivemos boas chances de fazer o primeiro gol e não fizemos. O São Paulo marcou quando teve a oportunidade e acabamos dando o que eles têm de melhor, que é o contra-ataque. Se aproveitaram bem dessa situação e nós também criamos pouco no segundo tempo", analisou comandante do clube carioca.

Na próxima rodada, o Fluminense vai até Goiânia, onde enfrenta o Atlético-GO no próximo domingo, às 18h30, no estádio Serra Dourada. O time deve ter o reforço do atacante Fred, poupado da estreia no Brasileirão por conta de uma sinusite.

Leia tudo sobre: fluminensebrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG