Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Torcida palmeirense arremessa copos em Deola, xinga Felipão e comemora gol do Fluminense

Polícia teve de fazer barreira para impedir que torcedores jogassem objetos no seu próprio goleiro

iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854200880&_c_=MiGComponente_C

A torcida do Palmeiras foi muito além de apoiar o Fluminense na Arena Barueri neste domingo. Durante o primeiro tempo de jogo, membros de uma torcida organizada arremessaram copos d'água na direção de Deola. O jogo precisou até ser parado por causa da atitude. O goleiro também tinha seu nome contestado a cada bela defesa que fazia.

Para evitar a agressão, que pode inclusive tirar mandos de campo do Palmeiras na próxima temporada, cerca de 12 policiais fizeram um cordão de isolamento para proteger o goleiro.  Alguns torcedores foram retirados da arquibancada.

Os xingamentos dos palmeirenses também atingiram outros jogadores e o técnico Luiz Felipe Scolari, até então ídolo contestável. "Ô Felipão, vai se ferrar, nós não queremos o dinheiro dos gambás", gritavam em coro os torcedores organizados em referência a uma possível mala branca do arquirrival Corinthians.

Paulo Passos/iG
Torcedores do Palmeiras pressionam Deola

No início do jogo, assim que Dinei abriu o placar, o atacante teve seu nome gritado como se fosse o ídolo corintiano dos anos 1990. Apenas cerca de 30% dos torcedores palmeirenses comemoraram o gol. Nem mesmo o jogador soube o que fazer. Depois, no gol de empate do Fluminense, de Carlinhos, as duas torcidas se uniram para comemorar.

Em uma falta a favor do Fluminense na entrada da área, parte da torcida pediu para que Marcos Assunção fizesse a cobrança.

A arbitragem também não foi poupada de críticas. A cada falta que marcava para o Fluminense, a torcida cobrava cartões amarelos para os palmeirenses.

Toda a hostilidade com os próprios jogadores acontece pela possibilidade do Fluminense ser campeão já neste domingo, e prejudicar o arquirrival Corinthians, que também briga pela taça do Brasileirão. Para que isso aconteça, o time carioca precisa vencer o jogo e ver os corintianos serem derrotados pelo Vasco no Pacaembu.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofluminensefutebolpalmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG