Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vágner Love chora na apresentação e diz que 'morreria' no Fla

Atacante, que custou cerca de R$ 20 milhões ao Flamengo, se emocionou ao vestir a camisa 99 do time carioca

iG São Paulo |

Divulgação/Vipcomm
Vágner Love chorou ao vestir a camisa do Flamengo durante sua apresentação nesta sexta-feira
Com choro e emoção, o Flamengo apresentou o atacante Vágner Love na manhã desta sexta-feira, na Gávea, sede do clube. Acompanhado da presidente Patrícia Amorim e dirigentes do clube, o jogador recebeu a camisa de número 99 e desabou em lágrimas.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Leia também: No retorno ao Fla, Vágner Love diz que está de olho na Copa de 2014

“Prometi que não ia chorar, mas não consigo. Que emoção, nossa. Queria agradecer a Deus e as pessoas que lutaram para que isso acontecesse. Diretores, presidentes, torcedores, todos que lutaram para que eu estivesse aqui. Foi difícil pra c...”, desabafou o reforço do Flamengo.

Buchecha vai cantar a música "Só Love". Saiba mais sobre a apresentação

Após cumprimentar vários conselheiros e dirigentes presentes, a presidente do Flamengo fez um discurso exaltando o jogador e o colocando no patamar de unanimidade.

“O Flamengo praticamente não tem nenhuma unanimidade. E você é uma unanimidade com os conselheiros, sócios, crianças, idosos. São poucas as unanimidades no Flamengo, muito pela política, pelas paixões. Mas se tem uma unanimidade, se poderíamos acertar no alvo, foi trazer você. Não só pelos gols, pelo passes, mas pelo amor ao Flamengo. Você vale qualquer esforço”, declarou Patrícia Amorim.

Veja fotos da apresentação de Vágner Love no Flamengo:

Com contrato até o final de 2014, o atacante também se empolgou e cogitou se aposentar com a camisa do Flamengo.

Leia ainda: Fla mostra fôlego, sai na frente, mas permite virada do Potosí na pré-Libertadores

“É um sonho de criança que pude realizar já em 2010 e estou voltando hoje é um dia parecido em emoção, só comparável ao nascimento do meu filho. Porque para vestir essa camisa tem que amar. Não sei quantos anos vou ficar, quatro, cinco. Se puder, vou morrer aqui”, disse Vágner Love.

O Flamengo pagou cerca de R$ 20 milhões para contratar o jogador, que estava no CSKA da Rússia. O atacante participou das longas negociações, que se iniciaram no final de 2011, auxiliando o vice-presidente financeiro Michel Levy a convencer os russos de sua liberação. Esta será a segunda passagem de Love pelo clube da Gávea. Na primeira, em 2010, o jogador ficou marcado por gols, apesar de não ter conquistado nenhum título.

Confira outros trechos da entrevista:

AE
Vágner Love ganhou a camisa número 99 do Flamengo nesta sexta-feira
Cobrança para ser artilheiro
“Eu gosto disso, de cobrança. Peguei a 99, que são dois noves por isso. Vou me doar ao máximo em campo. Eu falei ontem, quando cheguei, que independente de número, queria jogar com a camisa do Flamengo. A responsabilidade pode dobrar, triplicar, que eu quero essa responsabilidade”

Estreia
“Eu já vinha treinando desde o dia quatro de janeiro com um personal trainer. Fiquei uma semana sem treinar, por conta da viagem, das negociações, mas acredito que para o jogo do dia 10 ou 15 de fevereiro já estarei pronto para entrar em campo”

Ambiente interno
“Tenho certeza que vou encontrar o mesmo ambiente de 2010, alegria, jogadores unidos. Quando chegar, acho que vou dar uma força a mais para meu time, ajudar meu grupo de alguma forma. O ambiente no Flamengo sempre foi bom entre os jogadores. Sempre se criam umas coisas, mas isso tem que ser deixado de lado e temos que seguir uma linha reta”

Declaração de que jogaria no Vasco
"Um jornalista me perguntou se eu jogaria em algum clube grande do Brasil. Eu disse que jogaria em qualquer time grande aqui no futebol brasileiro. Ele me perguntou se eu jogaria no Vasco e eu respondi novamente que jogaria em qualquer clube grande do Brasil. E hoje eu estou em um time grande"

Libertadores
"Acho que já chegou a hora do Flamengo ser campeão da Libertadores mais uma vez. Em 2010 a gente chegou muito perto, mas acabamos eliminados. Tem o jogo de volta na quarta-feira e tenho certeza que vamos conseguir a vitória para disputar a fase de grupos"
 

Entre para a Torcida Virtual do Flamengo e convide seus amigos

Leia tudo sobre: vágner loveflamengomercado da bola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG