Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Torcida do Cruzeiro protesta e pede saída de diretor de futebol

Segundo torcedores, Dimas Fonseca é um dos culpados pelo momento de turbulência que vive o time

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

O clima no Cruzeiro está longe de ser tranquilo nesse início de Campeonato Mineiro. Antes mesmo da derrota para o Guarani na estreia do Estadual, a torcida protestou e pediu a "cabeça" do diretor de futebol Dimas Fonseca. O cartola vem sendo contestado pelas contratações da equipe, com nomes pouco conhecidos pelos torcedores.

Antes da partida no último domingo em Sete Lagoas, um grupo de torcedores estendeu uma faixa na sede administrativa do clube pedindo a saída de Dimas Fonseca. A ira dos cruzeirenses é por conta das contratações da equipe nesse início de ano: o clube contratou dez reforços, pouco conhecidos no geral.

Leia também: Mancini reclama de atuação do Cruzeiro e assume responsabilidade

Na Arena do Jacaré, os protestos nas arquibancadas também foram muitos. O presidente do clube, Gilvan de Pinho Tavares, até que foi poupado das críticas. "Força Gilvan, limpe o Cruzeiro desta corja", dizia uma das faixas estendida na Arena do Jacaré.

Veja a classificação atualizada do Campeonato Mineiro

Já o técnico Vágner Mancini não conseguiu escapar dos protestos. Durante o jogo contra o Guarani, a torcida pediu a contratação de Vanderlei Luxemburgo, demitido no Flamengo. Mancini também foi chamado de "burro" em outros momentos da partida.

O grupo de jogadores está de folga nessa segunda-feira e só volta aos trabalhos na próxima terça-feira. O próximo duelo da equipe é no domingo, contra o Tupi, também em Sete Lagoas.

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e comente os protestos da torcida

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG