"O Ávine foi fantástico, tem muito amor pelo clube. Mas não jogou bem. Valeu pelo esforço", disse o técnico

Apesar dos nove desfalques, o técnico René Simões conseguiu acertar uma escalação que pudesse refletir o espírito dos mais de 32 mil torcedores presentes em Pituaçu para incentivar o time do Bahia .

Os desfalques acabaram fazendo falta, principalmente na hora do último passe, mas o Bahia entrou em campo com motivação e vontade de vencer, o que agradou à torcida.

Tanto que, mesmo com a derrota diante do Corinthians, por 1 a 0 , com gol de pênalti convertido por Chicão, os jogadores foram aplaudidos, isso depois de terem sido apoiados pela torcida até o último minuto de bola rolando.

Entre para a Torcida Virtual do seu time e convide seus amigos

O técnico René Simões exaltou a força das arquibancadas: "O Brasil sentia falta desta torcida. A festa que eles fizeram aqui hoje foi linda. Temos que bater palmas para a torcida do Bahia", disse.

Um jogador também foi especialmente elogiado pelo comandante da equipe: o lateral Ávine , que havia sido descartado pelo departamento médico e minutos antes da bola começar a rolar foi escalado entre os titulares.

Mesmo admitindo a má atuação do lateral esquerdo, René verificou muita vontade de jogar por parte do camisa 6: "O Ávine foi fantástico, tem muito amor pelo clube. Mas não jogou bem. Valeu pelo esforço. Ele entrou no sacrifício", disse, em tom de reconhecimento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.