Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Torcedor morre na fila de ingressos para o jogo do Fluminense

Venda de bilhetes nas Laranjeiras tem momentos de tensão, mas ambiente é mais civilizado do que em outras ocasiões, como a final da Libertadores em 2008

iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854398721&_c_=MiGComponente_C

Antes mesmo de as bilheterias do Fluminense serem abertas para o início da venda de ingressos para a partida entre Fluminense e Guarani, uma tragédia foi registrada na sede das Laranjeiras. José Evangelista Martins Freire, de 52 anos, sofreu um infarto e foi levado para o Hospital Souza Aguiar, mas não resistiu e morreu por volta das 7h (horário de Brasília).

Torcedor do Vasco, José Evangelista aguardava na fila na esperança de conseguir comprar ingresso para o filho quando se sentiu mal. Ele sofreu um infarto fulminante e uma parada respiratória. Após receber massagens cardíacas, foi levado de ambulância para o Hospital Souza Aguiar, onde morreu.

Apesar da fatalidade, até o momento a venda nas Laranjeiras pode ser considerada civilizada. Embora os torcedores tenham atormentado os moradores que moram próximos ao clube, com músicas, gritos, muita batucada e até morteiros durante a madrugada, o tumulto ocorrido na final da Libertadores em 2008 não se repetiu. A fila, que se estendeu da Rua Pinheiro Machado até a Rua das Laranjeiras, próximo ao bairro do Cosme Velho, começou a andar às 9h em ponto, horário programado para o início das vendas.

AE
Alguns torcedores passaram mal e chegaram a desmaiar na fila de ingressos

Marcelo Jardim e Stephanie de Almeida, que se revezaram no primeiro lugar da fila por três noites, puderam, enfim, voltar para casa. É uma sensação de alívio e felicidade ao mesmo tempo. Agora tenho certeza de que vou poder acompanhar o Fluminense ser campeão brasileiro no Engenhão. Para quem esperou tanto tempo, 36 horas foram moleza resistir. Faria tudo de novo. Agora não vejo a hora de cair na minha cama e colocar o sono em dia, afirmou o 01, como Marcelo Jardim foi apelidado pelos primeiros torcedores da fila.

A única confusão no início das vendas ocorreu quando uma fila de idosos começou a se formar ao lado da fila oficial. O tumulto teve início após cerca de quatro pessoas comprarem ingressos com autorização de alguns policiais. Foi quando um grupo que aguardava na fila há dois dias se revoltou e alertou os policiais que os idosos têm gratuidade e não precisam de ingresso para entrar no Engenhão. Só estavam ali para comprar para familiares e até mesmo para alguns cambistas.

A confusão terminou quando o Major Sardinha, do segundo batalhão, se aproximou do local e ordenou que a venda fosse interrompida imediatamente. Segundo o Major, a venda de ingressos para esses idosos estava programada para o local da partida. É claro que os idosos têm preferência, mas o local de vendas destinado a eles é o Engenhão, e não aqui. Foi um erro do Fluminense em permitir que eles tivessem acesso às bilheterias do clube, afirmou, sem saber que a autorização havia partido de alguns colegas policiais, e não do Fluminense.

Vicente Seda
Apesar do grande número de torcedores, venda de ingressos foi organizada

Um dos líderes do time, o goleiro Ricardo Berna preferiu não opinar sobre o tumulto na sede das Laranjeiras, já que quando a equipe precisa de paz e concentração para a decisão contra o Guarani. Não quero entrar nessa questão. As coisas no nosso país estão evoluindo bastante e acho que esse processo também faz parte. O MP está presente, isso já é positivo, então deixo que eles se encarreguem. Mas realmente esse sofrimento pode ser visto por mim mesmo na segunda à noite, quando cheguei ao Rio e já tinha torcedor sentado ali na frente da bilheteria. Acredito que a informatização vai facilitar isso, mas primeiro tem de ter confiança no sistema, tem de melhorar muita coisa, disse Berna, que por outro lado viu na mobilização do torcedor um lado positivo. Mas isso também mostra o quanto é importante para o nosso torcedor essa conquista, concluiu.

Confira abaixo os pontos de venda e os preços dos 30.170 ingressos:

Preços:
Setores Norte e Sul - R$ 60 (meia R$ 30)
Setores superiores - R$ 80 (meia R$ 40)
Setores inferiores - R$ 150 (meia R$ 75)

Locais de venda (funcionam até às 17h):

Sede do Fluminense
Sede do Flamengo
Sede do São Cristóvão
Arena da Barra
Rua São João nº 34, loja 114, Centro, Niterói
Engenhão

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofluminense

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG