Um menor faleceu após ser baleado em Goiás. Em Recife, 2 pessoas morreram antes do clássico Sport e Santa Cruz

Três torcedores foram assassinados em brigas entre torcedores neste domingo no Brasil. Em Goiás, um jovem de 16 faleceu após ser baleado enquanto estava no ônibus indo para o jogo entre Aparecidense e Goiás. Outros dois casos aconteceram em Recife, antes do clássico entre Sport e Santa Cruz. As vítimas foram uma mulher de 18 anos e um jovem de 17. Os dois eram integrantes de torcidas organizadas.

As duas mortes em Recife foram confirmadas pela Secretaria de Defesa Social de Pernambuco. O incidente aconteceu após a vitória do Sport sobre o Santa Cruz, por 2 a 1, na Ilha do Retiro.

Durante a partida, houve confronto entre torcedores e a polícia. Segundo a assessoria de imprensa do Sport, membros de facções organizadas do Santa Cruz depredaram setores do estádio. A polícia também registrou através de câmeras de segurança ao redor da Ilha do Retiro o confronto entre os torcedores.

Em Goiás, outra morte foi registrada antes da partida entre Aparecidense e Goiás, neste domingo, em Aparecida de Goiânia. Segundo o jornal “O Popular”, dois homens em uma moto dispararam tiros contra um ônibus onde estavam os dois jovens. Um deles atingiu um jovem de 14 anos no tórax. Outro adolescente de 16 anos foi baleado raspão.

A vítima de 14 anos chegou a ser socorrida no Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia, mas não resistiu ao ferimento. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios de Aparecida de Goiânia. Ainda não há informações sobre os autores dos disparos.

Aparecidense e Goiás se enfrentam nesta tarde, em partida válida pela última rodada da primeira fase do segundo turno do Campeonato Goiano.

Levantamento feito pelo jornal “Lance!” aponta o estado de Goiás como um dos mais violentos para torcedores. Segundo pesquisa do diário, desde 1988 a torcida do Goiás já matou 11 pessoas e a do Vila Nova fez cinco vítimas.

* colaborou Marcelo Montanini

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.