Cruzeirense se dirigia para Sete Lagoas quando seu carro foi atacado por atleticanos e disparo foi feito

nullA violência marcou presença no clássico mineiro entre Cruzeiro x Atlético-MG . Havia a expectativa sobre o possível confronto de torcedores, já que o jogo valia a permanência do Cruzeiro na primeira divisão. E um torcedor cruzeirense acabou baleado no caminho para a Arena do Jacaré. Renato de Carvalho Cardoso, 26 anos, foi atingido no peito por um disparo feito por atleticanos antes da partida, mas foi socorrido e não corre risco de morrer.

Cruzeiro se livrou na última rodada. Veja como ficou a classificação do Brasileirão

Segundo a Polícia Militar, Renato Cardoso seguia para Sete Lagoas pela BR-040 quando passava perto do trevo de entrada para a cidade de Ribeirão das Neves. Atleticanos que estavam no local apedrejaram o veículo de Renato e um disparo foi feito, atingindo o peito da vítima. Renato teve um dos pulmões perfurados, mas foi encaminhado para um hospital de Contagem e não corre risco de morrer. A PM ainda não identificou o autor do disparo.

Leia também: Perrella se despede do Cruzeiro com provocação ao Atlético-MG

Outro incidente de violência no clássico mineiro foi uma bomba atirada no gramado durante o segundo tempo do jogo. O artefato explodiu próximo ao goleiro do Atlético-MG, Renan Ribeiro, que se assustou e caiu no gramado. Tudo não passou de um susto, mas a tendência é que o juiz da partida relate o incidente na súmula, o que pode prejudicar o Cruzeiro posteriormente.

Torcida única
Desde que o Mineirão e o Independência estão em reformas, a maioria dos clássicos têm sido disputados na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. As autoridades estipularam que somente a torcida do time mandante pode comparecer ao estádio, exatamente por questões de segurança.

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e comente a violência no clássico mineiro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.