Tamanho do texto

Em carta deixada, José Urriola afirmou qu o principal motivo do suicídio foram os maus resultados do Ñublense

 O fundador e líder da torcida organizada "Los de Siempre", do Ñublense, da primeira divisão chilena, se suicidou neste sábado, triste pela má campanha da equipe da cidade de Chillán na atual temporada, que poderá ser encerrada com o rebaixamento. José Urriola, conhecido como 'Jano Loco', se enforcou em sua casa, onde deixou uma carta explicando os motivos para se matar, afirmando que o principal deles eram os maus resultados de seu time do coração.

Segundo seus conhecidos, Urriola sofria de depressão há anos e era consumidor de drogas, algo que se agravou com a má campanha do Ñublense. A equipe até participou da Copa Sul-Americana em 2008, mas vive um triste presente, com somente dez pontos somados em dez jogos no Torneio Clausura do Campeonato Chileno, com apenas um de vantagem sobre os últimos colocados, que são o Huachipato e o Palestino.

Mas o pior acontece na tabela acumulada, que inclui também a campanha do Torneio Apertura e determina o descenso dos dois últimos. Nela, o time de Chillán é o lanterna absoluto, com 24 pontos, a quatro do Santiago Morning, que aparece imediatamente acima também corre sério risco de ser rebaixado. Na rodada deste fim de semana, o Ñublense enfrentará justamente o Santiago Morning, que vem em alta, com duas vitórias consecutivas.

No jogo passado, a equipe perdeu em casa para o Cobresal por 2 a 0, algo que abalou 'Jano Louco', conforme publicado pelo jornal "La Discusion", de Chillán. Após conversar com alguns integrantes da torcida, na sede da "Los de Siempre, Urriola voltou para a casa em que morava com sua avó e sua mãe e, segundo o periódico, "se atirou de uma árvore no pátio, vestido com a camisa vermelha do Ñublense e segurando a bandeira do clube".