Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Titular, Zé Eduardo crê que boa fase o fez vencer disputa com Keirrison

Atacante mencionou até o ex-técnico Dorival Júnior para analisar sua evolução na temporada

Gazeta Esportiva |

O meia-atacante Zé Eduardo tem sido bastante elogiado no Santos pelo seu desempenho como titular da equipe nesta reta final de Campeonato Brasileiro. Mas, para alcançar a titularidade, o jogador teve que barrar o centroavante Keirrison, contratado no meio do ano pela diretoria santista, para ser o substituto de André - negociado com o Dinamo de Kiev (Ucrânia). No entanto, apesar do "K-9" não ter emplacado uma boa sequência de jogos na Vila Belmiro, Zé Eduardo acredita que a boa fase que vem atravessando o levou a essa condição.

"Acho que não foi bem barrar o Keirrison. Virei titular porque estou vivendo um momento maravilhoso e recebi um suporte muito legal para que isso acontecesse. O Neymar contribuiu muito para o meu crescimento, o trabalho com o Dorival no começo do ano também, além da confiança dada pelo Marcelo Martelotte. Enfim, acredito que o grupo inteiro contribuiu para essa fase boa do Zé Eduardo", destacou.

Vice-artilheiro do Peixe no Brasileirão, com 10 gols marcados, Zé Eduardo sabe que não pode acomodar, se quiser se manter como titular da equipe para a próxima temporada. Por isso, segundo ele, o importante é jogar com seriedade nas duas últimas rodadas da competição (contra Avaí e Flamengo), para consolidar o seu papel dentro do grupo, visando os campeonatos que o Alvinegro Praiano terá pela frente em 2011.

"Foi um ano maravilhoso para mim, porém, tenho que manter os pés no chão e continuar trabalhando forte para que aconteçam coisas melhores ainda no ano que vem. Espero fazer duas grandes partidas para terminar o ano bem", ponderou.

Questionado se teme a chegada de reforços para o setor ofensivo, Zé Eduardo garantiu que está confiante no seu trabalho, sem se preocupar com essa possibilidade. "O ataque está bem servido, só que não cabe a mim e sim ao novo treinador analisar essa situação. O Adilson (Batista) vai assumir o comando no dia 6 (de dezembro), conversar com a diretoria, com o presidente, e discutir as peças que ele acha que ainda faltam para completar o elenco. Estou tranquilo quanto a isso", concluiu.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirosantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG