Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Tite poupa "vilões" Ramírez e Fábio Santos de críticas públicas

Técnico não "individualiza" culpas e preserva meio-campista e lateral-esquerdo

Bruno Winckler, enviado iG a Ibagué |

O técnico Tite preferiu poupar de críticas públicas dois dos jogadores que pior rendimento tiveram na eliminação do Corinthians na Libertadores para o Tolima, quarta-feira, em Ibagué, na Colômbia. Fábio Santos, substituto do contundido Roberto Carlos, e Ramírez, expulso no segundo tempo um minuto após entrar em campo, tiveram ao menos publicamente a complacência do treinador corintiano, mantido no cargo apesar do fiasco.

Bruno Winckler
Tite, à beira do campo, assistiu aos fiascos de Ramírez e Fábio Santos

“Eu teria uma oportunidade de individualizar e transmitir a culpa, mas não sou afeito disso. Na maior pressão e responsabilidade que é do técnico eu não quero comentar e transferir responsabilidade. Todos nós tivemos culpa na não classificação, o técnico maior, mas sem individualizar”, disse Tite no vestiário do estádio Manuel Murillo Toro.

Foi pelo lado de Fábio Santos, o esquerdo da defesa, que o Tolima criou as suas melhores chances de marcar no primeiro tempo. No segundo tempo, quando o Corinthians já perdia por 1 a 0 e tinha 10 jogadores em campo – Ramírez já havia sido expulso – Fábio Santos deu todo espaço para que o Tolima chegasse à linha de fundo pelo lado do lateral corintiano. Desta jogada, aos 32 minutos, saiu o gol que sacramentou a classificação do Tolima.

“No conjunto todo temos que retomar o padrão de alguns jogos do ano passado que não repetimos esse ano. Os melhores momentos nossos não tem regularidade”, avaliou Tite, sem citar os nomes dos jogadores que contribuíram decisivamente para o fiasco corintiano. "Aqui, publicamente, não falo nada e quero respeitem isto. No vestiário todo tipo de conversa é possível, mas isso fica dentro do grupo"

Politicamente correto, o presidente do Corinthians também evitou criticar Ramirez e Fábio Santos. "No Corinthians não tem vilão nem herói. Ganham todos e perdem todos", disse

Leia tudo sobre: corinthianstitetolimaluis ramirezfabio

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG