Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Tite não confirma manutenção do esquema com três atacantes

Empate por 1 a 1 contra o Noroeste em pleno Pacaembu faz treinador repensar sobre esquema tático para jogo contra o Tolima

Gazeta Esportiva |

O técnico Tite pretendia usar a partida contra o Noroeste como preparação para o Corinthians enfrentar o Tolima nesta quarta-feira, no Pacaembu. Tanto é que não poupou nenhum jogador no domingo. Como o resultado (1 a 1) não foi dos melhores, no entanto, ele já não confirma a manutenção do esquema tático 4-3-3.

"Presciso de mais tempo e discernimento para avaliar essa situação", desconversou Tite, que confiava bastante no entrosamento de seus três atacantes. Jogando juntos, Ronaldo, Dentinho e Jorge Henrique já haviam feito sucesso sob o comando de Mano Menezes em 2009.

Para o treinador, seu trio de atacantes ainda precisa corrigir algumas falhas apresentadas contra o Noroeste. "O Dente e o Jorge trabalham muito bem pelos lados, mas não dá para ficar só nas beiradas do campo. É preciso jogar pela faixa central também", cobrou. "Não sei se vou mantê-los. Tenho que pensar. Não posso avaliar só em cima do resultado. Decidirei isso com calma".

Caso resolva abdicar do esquema tático com três homens de frente, a opção de Tite é reforçar o meio-campo do Corinthians com a entrada de Paulinho no lugar de Jorge Henrique. Uma mudança na escalação para o jogo contra o Tolima, no entanto, já está certa: o lateral-direito Moacir sofreu lesão muscular e acabou vetado pela comissão técnica.

Mesmo com os problemas, Tite não se arrepende de ter escalado a força máxima do Corinthians contra o Noroeste. "Tudo faz parte de um processo. A equipe tinha que jogar e errar para atingir um ritmo melhor e evoluir antes da Libertadores. É preciso sentir esse aprendizado na pele", argumentou.

Leia tudo sobre: corinthianstitecopa libertadorestolima

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG