Após polêmicas, Tite avisa que não falará sobre treinador adversário, fora do banco no dérbi

Tite e Luiz Felipe Scolari protagonizaram polêmicas desde a volta do treinador corintiano ao comando da equipe do Parque São Jorge, em outubro de 2010. E para evitar que novas palavras desencontradas sejam ditas sobre o rival deste domingo, Tite falará pouco, ou nada, sobre Felipão, punido pelo STJD e que ficará fora do banco de reservas do clássico entre Corinthians e Palmeiras , marcado para domingo, em Presidente Prudente.

Tite foge de polêmicas com Felipão
AE
Tite foge de polêmicas com Felipão
Siga as páginas do iG dedicadas ao Corinthians e ao  Palmeiras no Twitter

"Tem muitos aspectos positivos e a grandeza por si só de um Corinthians e Palmeiras. É um momento importante, nós com o objetivo de virar o turno na primeira colocação. Nós queremos virar o turno em primeiro isso é mais importante do que outros aspectos", disse Tite, ao ser perguntado sobre as rusgas que carrega de Felipão. "É uma questão de respeito pessoal. Citei uma vez, falei duas, não falo mais a respeito", finalizou.

Entre para a torcida virtual do seu time e o ajude a assumir o topo do ranking

Os desentendimentos entre Tite e Felipão, amigos antes desta atual passagem dos gaúchos pelos rivais paulistanos, começaram no ano passado, quando o Palmeiras encarou o Fluminense nas rodadas finais do Brasileirão. Para os corintianos houve um "pé no freio" por parte do rival, que enfrentava um concorrente direto do Corinthians pelo título.

Tudo piorou no início de fevereiro. Após a eliminação para o Tolima, na Libertadores, Tite passou por seu pior momento no clube e tinha um clássico contra o Palmeiras pelo Campeonato Paulista quatro dias depois do jogo na Colômbia. Felipão, na ocasião, disse que até aceitaria perder o clássico se fosse para "salvar" Tite de perder seu cargo no Corinthians. O treinador corintiano encarou a declaração como uma humilhação e depois disso passou a fechar a cara sempre que o nome de Felipão era citado.

Os dois rivais voltaram a se encontrar nas semifinais do Paulistão e na oportunidade, protagonizaram uma ríspida discussão à beira do campo. Tite acusou Felipão de "falar muito" e de querer apitar o jogo e o palmeirense ironizou. Felipão acabou expulso naquele jogo pelo árbitro Paulo César de Oliveira. Após a partida, Tite deixou clara a ruptura com Felipão . "Eu sigo meu caminho e ele o dele", disse.

Na terça-feira, Tite não quis sequer comentar sobre quais seriam as vantagens e desvantagens do Palmeiras em não ter seu treinador no banco de reservas. Felipão assistirá ao jogo das tribunas. Perguntado se um técnico assiste melhor um jogo de cima do que na beira no campo. "Eu era meio-campista e dentro de campo tinha um olhar de pronfundidade que me facilita ser técnico", disse Tite. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.