Após saídas de titulares, treinador deixa atacante como opção no esboço para estreia no Brasileiro

Ainda não chegou a hora de Willian ser titular do Corinthians. Pelo menos para Tite, o treinador da equipe. Após as saídas de Dentinho e Bruno César, Tite preferiu montar uma formação mais conservadora da equipe que deve estrear no Campeonato Brasileiro, domingo, contra o Grêmio, em Porto Alegre.

Comandando um coletivo em campo reduzido, o treinador montou uma equipe com meio campo mais defensivo, formado por Ralf, Paulinho, Ramírez e Morais. No ataque, ao invés de Willian, que vinha sendo a primeira opção quando Dentinho ainda estava no time, Tite colocou Jorge Henrique para ser o colega de Liedson. A defesa não teve mistério. Jogaram Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos.

Na primeira parte do treinamento, os reservas tiveram um desempenho melhor que os titulares e venceram por 1 a 0, gol de Danilo. Os reservas jogaram com Danilo Fernandes; Moacir, Paulo André, Wallace e Weldinho; Moradei, Bruno Octávio, Nenê Bonilha e Danilo; Willian e Edno.

Na segunda parte do treino, Tite fez uma troca na equipe e colocou Willian no lugar de Morais. Assim, testou um time no 4-3-3, com Willian e Jorge Henrique atuando abertos no ataque. No meio campo, Ralf, Paulinho e Ramírez formaram um trio sem meias de criação. Coincidentemente, a última vez que o Corinthians atuou sem meias foi contra o Tolima, na Colômbia, quando o meio campo foi formado por Ralf, Paulinho e Jucilei.

No final do treino desta quinta, Tite poupou Liedson e voltou com Morais no time titular. Jorge Henrique e Willian foram titulares do ataque.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.