"O procedimento foi igual para cada um dos jogadores", afirmou sobre as recomendações aos atletas

O meia Bruno César revelou na sexta-feira que, depois de uma conversa com Tite, decidiu treinar durante o período de férias para acelerar o seu recondicionamento físico na pré-temporada do Corinthians. No dia seguinte, no entanto, o treinador ressalvou que fez a mesma cobrança a todos os seus atletas.

"O procedimento foi igual para cada um dos jogadores. É bom dizer isso, para não parecer que era algo exclusivo para o Bruno César. Conversei com todos, de forma particular. Acho importante passar a expectativa do treinador para eles", comentou Tite.

As exigências do comandante corintiano foram bem aceitas pelo elenco. Bruno César chegou a definir Tite como um "paizão". "Se ele considera um pai a pessoa que fala a verdade, elogiando quando o filho está certo e cobrando quando está errado, fico feliz. Mas, se for um pai conivente com tudo, não serve. Pai carrasco também não. Tomara que seja um meio-termo, que é o que eu procuro seguir", sorriu Tite.

Segundo o técnico, a maioria dos jogadores do Corinthians acatou a sua orientação e não se reapresentou tão fora de forma no dia 3 de janeiro. "Mas o mérito maior por isso é do Dudu [Eduardo Silva, preparador físico], que prescreveu alguns cuidados para eles. O pai nessa história foi o Dudu. Eu só externei o quanto isso era importante para cada um", comentou.

Os jogadores do Corinthians voltarão a entrar em campo já no dia 16 de janeiro, contra a Portuguesa, no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista. Para minimizar ainda mais os efeitos das férias, Tite acelerou os trabalhos com bola na concentração da equipe em Itu, interior de São Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.