Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Tite banca Morais, que teve números piores do que Bruno César

Treinador substituiu os meias e garante ter feito a melhor opção. Torcida não pensa bem assim e protestou

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Aos 13 minutos do segundo tempo da partida entre Corinthians e Santos, no domingo, Tite trocou Bruno César por Morais para tentar dar mais velocidade ao jogo que estava empatado por 0 a 0. Naquele momento, várias alas do Pacaembu iniciaram um coro de “burro” para o treinador que acabara de sacar o jogador que estava criando as melhores chances para o Corinthians.

Tenha as estatísticas no seu iPhone e faça comparações entre times e jogadores

Comparadas as atuações de Bruno César, que jogou 58 minutos, e a de Morais, que esteve em campo por 32 minutos, o primeiro teve números melhores de acordo com o Footstats.

Após a partida, o treinador julgou ter sido correta sua escolha, apostando que Morais, nos pouco mais de 30 minutos em que esteve em campo, conseguiu desempenhar um papel melhor do que Bruno César fazia.

AE
Bruno César, meia do Corinthians, foi substituído por Tite, mas contou com o apoio da torcida

“O Bruno caiu (de produção) e o Morais entrou bem no jogo. Ele estava melhor fisicamente para acelerar o jogo e deu mais dinâmica ao time nas assistências. Se não me engano foi dele o passe para o Liedson (no lance em que o atacante acertou a trave aos 39 minutos)”, disse Tite. Na verdade, o passe dado foi de Jorge Henrique.

De acordo com levantamento do Footstats, Bruno César deu 30 passes no jogo e acertou 27. Já Morais, com 22 tentativas, errou o mesmo número de Bruno.

Bruno César ainda teve quatro finalizações: três fora do alvo. Já Morais, que não marcou nenhum gol neste ano, tentou duas vezes. Uma foi para fora e a outra Rafael defendeu.

Em outro número do Footstats, Bruno César, mesmo ficando mais tempo em campo que Morais, perdeu apenas uma bola a mais que o seu substituto: 4 a 3. Nos lançamentos, Morais teve três tentativas. Acertou uma e errou duas. Já Bruno César em quatro tentativas teve 50% de aproveitamento.

Após o jogo, Bruno César deixou o Pacaembu sem conceder entrevistas. Este jogo pode ter sido último que ele fez no estádio com a camisa do Corinthians. Em julho ele deve se apresentar ao Benfica. O acordo entre os clubes prevê que ele defenda o Corinthians até o final do Paulistão, mas há a possibilidade de ele jogar as primeiras rodadas do Brasileirão.

Morais foi titular do Corinthians entre fevereiro e março, quando Bruno César se contundiu e caiu de produção. O meia acabou negociado com o time português, mas voltou a atuar bem e retomou o posto de titular nas últimas rodadas do Paulistão em abril. O Corinthians sonha em ter Alex, do Spartak de Moscou, para compor seu meio-campo no Brasileiro por conta da saída certa de Bruno César.




 

Leia tudo sobre: CorinthiansCampeonato Paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG