Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Tite aposta em reforços para subir a média de gols do Corinthians

Equipe paulista marcou só sete gols em sete jogos neste ano. Liedson é esperança do técnico

Bruno Winckler, iG São Paulo |

AE
Willian é uma das esperanças de Tite para acabar com seca de gols
O Corinthians teve o segundo melhor ataque do Brasileiro de 2010. Marcou 65 gols em 38 jogos, média de 1,71 gol por jogo. Neste início de ano, porém, os gols tornaram-se artigo raro. Foram apenas sete gols em sete jogos, sendo que o time passou em branco nas duas partidas mais importantes no começo da temporada, contra o Tolima. Tite diz reconhecer o problema e espera que Liedson e Willian, seus novos reforços, sejam a solução.

“O índice de gols é baixo, reconheço que precisamos melhorar. A forma de isso melhorar é aumentar o poder de criação de jogadas e depois ter uma melhor conclusão dessa jogada criada”, disse Tite, que pelo terceiro jogo seguido do Paulista vai a campo com dois meias – Ramírez e Danilo –, diferente das desastrosas partidas do Corinthians pela Libertadores.

Contra São Bernardo e Palmeiras, o time teve mais oportunidades de gol do que teve contra o Tolima, segundo Tite. E essa constatação, talvez tardia, por conta da eliminação, fez o técnico não alterar o esquema de jogo que, segundo ele, tem dado ao Corinthians mais condições de buscar os gols que faltaram em Ibagué.

“Ramírez e Danilo foram bem nos jogos que fizeram. Já recriminei o Ramírez pela expulsão (após ficar um minuto em campo contra o Tolima), e os dois podem ser esse elo de ligação com o ataque que estava faltando”, disse Tite.

A ausência de Ronaldo, que em quatro jogos no ano não marcou gols, não pesa para o treinador, que agora tem dois atacantes que podem desempenhar a função que o camisa 9 desempenharia se estivesse em condições de jogo. Edno, meia que estava sendo improvisado no setor, voltará a brigar por posição no meio-campo.

“O Edno, que era o atacante de referência improvisado que eu estava utilizando, sai do time. Agora, o Willian está com bom ritmo, e o Liedson só precisa dos documentos para estar em condições, já que jogou na sexta-feira pelo Sporting. Se tudo estiver ok com os papéis, ele joga. Se não, joga o Willian”, disse Tite.

Contra o Ituano, Jorge Henrique será o outro encarregado do ataque a melhorar a média de gols do Corinthians em 2011. Dentinho, assim como Ronaldo, não tem condições físicas de participar da partida e está em tratamento no departamento médico. O lateral Roberto Carlos é mais um desfalque por motivo de contusão.

Leia tudo sobre: corinthianscampeonato paulista 2011ronaldoliedson

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG