Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Tirone recebe e responde SMS de torcedores protestando pela Arena

Presidente do Palmeiras se surpreende com reação e resolveu dar resposta a parte das mensagens

Danilo Lavieri e Gian Oddi, iG São Paulo |

A torcida do Palmeiras está irritada com a polêmica da Arena. Depois do último episódio da novela que envolve clube e construtora, quando o presidente da companhia, Walter Torre Jr., pediu que uma nova escritura fosse assinada o mais rápido possível, vários torcedores mandaram mensagens de texto para o celular e também para o email de Arnaldo Tirone. O dirigente palmeirense ficou surpreso com a reação e acabou respondendo parte das manifestações.

O cartola, no entanto, afirmou que a reação vem de parte da torcida que não entende o que está acontecendo e o motivo de o Palmeiras tentar conversar tanto com a WTorre.

"Eu recebi umas mensagens no celular, uns emails, mas tudo de pessoas que não entendem o que está acontecendo lá dentro. Não sei se é sócio, torcedor comum, mas é gente que não entende o que está acontecendo lá dentro. Então eu resolvi responder algumas", resumiu Tirone, sem dar detalhes sobre os conteúdos das mensagens.

O iG apurou que algumas mensagens eram padronizadas e chamavam Arnaldo Tirone de fantoche de Mustafá Contusi, ex-presidente do clube que é contra a construção da Arena. Outras falavam para ele assinar o mais rápido possível a escritura.

O movimento começou na internet, via Twitter, quando torcedores criaram a hashtag #AssinaTirone. Envolvido nisso, José Cyrillo Neto, filho do ex-diretor de planejamento do Palmeiras José Cyrillo, divulgou na rede social o endereço eletrônico de Tirone.

Guilherme Tosetto, iG São Paulo
Ferros trabalhados na estrutura de um dos prédios


Na última quarta, Tirone e Walter Torre Junior se reuniram para tentar colocar um ponto final nos problemas entre os dois lados. A reunião contou com os vices-presidentes do clube, Edvaldo Frasson, Walter Munhoz e Mário Gianinni, e também com os representantes da companhia, Rogério Dezembro, Paulo Remy. Um representante jurídico de cada lado também estiveram no encontro.

A reunião começou um pouco nervosa, principalmente pela irritação de Walter Torre Jr., que já não aguenta mais a demora para solução das polêmicas. No fim, depois de cerca de duas horas de encontro, o clima ficou mais calmo e os dois lados entraram em um consenso de que em quinze dias tudo estaria resolvido.

Internamente, alguns conselheiros ligados a Mustafá Contursi afirmam que a obra pode parar e até sugerem uma troca de construtora. Para que isso possa acontecer, a WTorre precisaria ser ressarcida dos cerca de R$ 40 milhões que já foram investidos e a nova empresa teria que desenvolver todo o projeto de novo, uma vez que a WTorre não entregaria todo o planejamento nas mãos de um concorrente, o que atrasaria de forma considerável a obra. Sobre essa possibilidade, Tirone é incisivo: "Isso não vai acontecer".

Guilherme Tosetto, iG São Paulo
Vista do novo estádio que deverá ser entregue em abril de 2013

Leia tudo sobre: palmeirasarena palestraarnaldo tironewtorre

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG