Presidente do Palmeiras relata em reunião que clube rival teve a intenção de contratar pentacampeão

Antes de acertar com Émerson Leão para o cargo de treinador , o São Paulo pensou em Luiz Felipe Scolari. E foi além do pensar. Segundo Arnaldo Tirone, presidente do Palmeiras , relatou a conselheiros na reunião que aconteceu na noite da última segunda-feira, o clube do Morumbi chegou a conversar com ele sobre a possibilidade de tirar o pentacampeão do banco palmeirense.

Veja também: Palmeirenses protestam por eleições diretas e contra Mustafá

A sondagem teria sido no sentido de mostrar a Tirone que Felipão não tem mais clima no Palmeiras e que não fazia sentido segurá-lo no Palestra Itália com o alto salário e sem rendimento. Pelo menos a princípio, o treinador não soube deste contato, já que a equipe do Morumbi queria o aval do dirigente para poder negociar de forma oficial.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real


Tirone explicou a conselheiros que não abrirá mão de forma nenhuma de Luiz Felipe Scolari e que manterá essa postura até o fim deste mandato, usando até o exemplo de Kleber , que acabou ganhando "folga" do Palmeiras por certo tempo para resolver o seu futuro.

Veja também: Racha político quase elva Palmeiras à exclusão de evento Fifa



O atacante entrou em atrito com Luiz Felipe Scolari logo após a confusão que envolveu João Vítor e torcida organizada e acabou afastado de maneira definitiva pelo treinador. Dentro do grupo, a atitude ganhou poucos adeptos, enquanto que a maioria preferia contar com o futebol do atacante. Mesmo assim, conselheiros comentam que o clima sem o camisa 30 está melhor entre comissão técnica e elenco.

Palmeiras muda de casa até fim deste ano: Jogos serão na Arena Barueri

Além de defender Luiz Felipe Scolari na reunião, Tirone presenciou a definição de que a votação do Conselho Gestor proposto por Mustafá e as eleições diretas organizadas pela oposição serão feitas separadas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.