Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Tiro para o alto nos Aflitos piora ainda mais o clima no Náutico

Clube estava ganhando do Bragantino quando, nos momentos finais e em casa, cedeu o empate por 2 a 2

Gazeta Esportiva |

Se o clima não era bom entre torcida e time ao final do empate entre Náutico e Bragantino, no último sábado, no Estádio dos Aflitos, a forma de poupar os jogadores dos protestos só piorou as coisas.

Enquanto os atletas se dirigiam para o vestiário, muitos alvirrubros que estavam nas arquibancadas entoavam gritos de insatisfação com a situação da equipe, ofendendo jogadores e até o presidente Berillo Júnior. Naquele momento, um dos seguranças do clube, na intenção de interromper as manifestações, sacou uma arma e deu um tiro para o alto. O autor do disparo foi detido logo em seguida.

O Náutico soma apenas cinco pontos em quatro jogos e tem o pior ataque da competição, com três gols marcados, ao lado do Boa. Os jogadores que atuaram contra o Bragantino fizeram um trabalho regenerativo neste domingo, enquanto os outros atletas realizaram um treino em campo reduzido.

Episódio semelhante

Não foi a primeira vez no ano que um tiro foi disparado durante uma partida de futebol. Em fevereiro deste ano, pela primeira fase da Copa do Brasil, o São Paulo viajou para encarar o Treze-PB, no estádio Amigão, na Paraíba. No intervalo do jogo, um torcedor que estava na arquibancada atirou para o alto.

Leia tudo sobre: série B 2011bragantinonáutico

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG