Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Tinga espera começar jogo diante do Botafogo

Meio-campista não tem condições de jogar por 90 minutos, então deve entrar no segundo tempo ou ser substituído no intervalo da partida

Gazeta Esportiva |

Embora o técnico Celso Roth tenha encaminhado nesta quinta um time desfigurado do Internacional para enfrentar o Botafogo, domingo, Tinga deu a entender que pode começar a partida. Recuperado de lesão que o deixou de fora do time por cerca de um mês, o meia indicou que o treino que deve lhe render a condição de titular é o desta sexta-feira.

"Meu objetivo era fazer um treino mais próximo do jogo. O combinado era que eu viajaria e jogaria no domingo", revelou Tinga. No entanto, o departamento médico do Internacional recomendou, no início da semana, que o ideal era não utilizar o meia por 90 minutos, para não colocar em risco seu processo de recuperação. Com isso, a tendência é que Tinga entre no segundo tempo ou seja substituído no intervalo da partida.

"Minha questão não é física, é de ritmo de jogo. O fato de eu começar ou não vai depender dos próximos treinamentos. Eu sempre prefiro iniciar jogando, mas se o Celso Roth definir que eu deva ficar no banco, estarei feliz com a oportunidade de jogar", garantiu o meia.

Nesta quinta, Roth encaminhou um time com dez reservas para o jogo do Engenhão. Apenas Rafael Sobis, dentre os titulares, está confirmado para começar a partida. Além de Tinga, outra surpresa na escalação pode ser a inclusão do garoto Oscar no meio-campo. Após começar entre os reservas, o jovem foi o destaque do coletivo quando passou para os titulares, e pode receber chance de iniciar o jogo na vaga antes pensada para Leandro Damião.

"O Oscar tem se mostrado um cara tranquilo, mas quando a bola rola ele mostra a diferença. É um jogador que sabe muito bem o que deseja", elogiou Tinga, que discorda daqueles que acham que um time recheado de jovens no Engenhão seja necessariamente mais fraco: "a maior motivação desses garotos é conseguir um lugar entre os 23 que vão ao Mundial. A dificuldade será ainda maior para o adversário", entende.

Leia tudo sobre: botafogocampeonato brasileirointernacional

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG