Zagueiro coloca Brasil e Argentina como favoritos. Para Fred, título na casa dos "hermanos" seria especial

Embora o técnico Mano Menezes tenha tentado não dar muita importância a um possível confronto das duas maiores estrelas da Copa América, o zagueiro da seleção Thiago Silva não nega: “É inevitável pensar em um duelo entre Neymar e Messi”. Nesta segunda-feira, na apresentação da seleção brasileira em um hotel na zona sul do Rio, o jogador colocou Brasil e Argentina com 50% de chances de vencer a competição, mas lembrou que outros adversários, como o Uruguai de Forlan, podem estragar o cálculo.

Disputando sua primeira Copa América, ele destacou a ansiedade para o início do torneio e afirmou que, na primeira fase, espera maiores dificuldades diante do Paraguai. “A expectativa é enorme pois será a primeira vez que jogo essa competição e todos sabemos da importância. Sobre a primeira fase, o Paraguai é uma equipe repleta de jogadores experientes e pode criar dificuldades”, justificou, antes de falar sobre a disputa entre o Brasil e os donos da casa.

Entre para a Torcida Virtual do seu time e convide seus amigos

“Acho que cada um tem 50% de chances. A Argentina por jogar no seu território e o Brasil por ser o atual campeão. Mas não podemos esquecer de outras equipes, como o Uruguai, que também chegam com força”.

A conquista, para o atacante Fred , teria um sabor especial pelo fato de ser disputada na casa dos maiores rivais do Brasil. “Não há equipe boba. Vamos etapa por etapa. Será muito difícil, mas esse título seria especial, principalmente pela competição ser na Argentina”. O jogador, que disputará posição com Pato , tem, contudo, ao contrário de Lucas, motivos para se preocupar com a equipe que desfalcará até o fim da Copa América.

Lucas, do São Paulo , ao chegar, preferiu comemorar a boa fase da equipe no Campeonato Brasileiro e afirmou que agora poderá pensar exclusivamente na Copa América, sem preocupações com a sua equipe. “Consegui alcançar meu objetivo que era ajudar o São Paulo a se manter na liderança. Agora quero me concentrar apenas em brigar por esse título para o Brasil”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.