Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Thiago Ribeiro encara jogo contra Estudiantes como uma guerra

Para atacante, a torcida cruzeirense tem a partida contra os argentinos como uma "final de Copa do Mundo"

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

A rivalidade entre Cruzeiro e Estudiantes, da Argentina, se tornou uma das maiores da América do Sul nos últimos anos. Mesmo o Cruzeiro já estando classificado para as oitavas de final e muito próximo do primeiro lugar do Grupo 7, a partida da próxima quarta-feira ainda tem um sabor especial para os jogadores. O atacante Thiago Ribeiro acredita que o torcedor encara jogos contra o rival argentino como “final de Copa do Mundo” e está se preparando uma para uma guerra.

Para o atacante cruzeirense, a rivalidade entre Cruzeiro e Estudiantes é maior do que a entre dois clubes. “Vai ser uma guerra. É Brasil contra Argentina. Não importa se são clubes. É como se fosse país contra país. Rivalidade de sempre. Pelo fato de termos goleado na primeira partida, a vontade deles vai ser maior ainda. Eles têm consciência que provavelmente seremos os primeiros do grupo, mas vão querer vencer a qualquer custo para devolver aquela derrota”, ressalta o atacante.

Vipcomm
Thiago Ribeiro acredita que a rivalidade com o Estudiantes é como a de Brasil x Argentina

Mesmo tendo goleado o adversário argentino na estreia na Libertadores, Thiago Ribeiro acredita que o torcedor vai ficar feliz com nova vitória. “A rivalidade aumentou, ainda mais pelo que aconteceu em 2009, quando perdemos aquela final. A cada jogo, para o torcedor, é uma final de Copa do Mundo. Aquele 5 a 0 lavou a alma de todo mundo. Se conseguirmos a vitória novamente, todos vão ficar felizes pois vamos terminar em primeiro geral além de bater o Estudiantes. Isso para o torcedor tem muita importância”, explica.

Apesar do clima de rivalidade, Thiago Ribeiro acredita que o time deve manter a calma para bater o rival fora de casa. “Temos que ter a cabeça no lugar, jogar da mesma maneira. Nossa defesa vem muito bem e, se não levarmos gols, pela qualidade que temos do meio para a frente, podemos sair com a vitória”, concluiu o atacante.
 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG