Inter de Milão, Milan e Real Madrid têm interesse no argentino, mas ainda não fizeram propostas

O Manchester City não vai facilitar a saída do atacante Carlos Tevez . O argentino, que demonstrou sua vontade de deixar o clube inglês , só terá seu pedido atendido se algum clube pagar cerca de 56 milhões de euros (R$ 125,8 milhões) por ele, de acordo com o jornal inglês "The Guardian".

Khaldoon al-Mubarak, presidente do clube, disse a Tevez e seu empresário, Kia Joorabchian, que não deixará que os problemas pessoais do atleta influam na decisão. O jogador tem interesse em atuar na Espanha ou Itália, mas al-Mubarak deixou claro que a decisão será do clube.

Os ingleses demonstram irritação nos motivos para Tevez deixar o clube. Em dezembro, o jogador pediu sua transferência alegando um relacionamento ruim com o chefe executivo do clube, Garry Cook, e o administrador do futebol, Brian Marwood. Desta vez, o atacante afirmou que gostaria de ficar mais próximo de suas filhas , Florencia e Katie, que estão com a mãe, em Buenos Aires.

Alegando que só libera o argentino sob o pagamento dos 56 milhões de euros (R$ 125 milhões), a possível mudança se complica. Com um salário mensal de R$ 2,5 milhões, apenas um grupo seleto de clubes aceitariam pagar um valor tão alto por ele.

A esperança de Tevez e Kia está baseada na Inter de Milão , Milan e Real Madrid , mas nenhuma das equipes fez ainda uma proposta oficial. O argentino, que está com a sua seleção disputando a Copa América, ainda tem contrato com o clube inglês por mais três anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.