Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Teisa pode embolsar até R$ 7 milhões em venda de Neymar

Investidores, que também fazem parte do Grupo Guia, pagaram R$ 3,5 milhões por 5% dos direitos

Samir Carvalho, iG Santos |

O iG teve acesso ao contrato do atacante Nerymar e revelou com exclusividade que o atleta tem direito a uma comissão de 10% em sua venda. No entanto, o jogador não será o único a lucrar com sua transferência para o futebol europeu. A empresa Terceira Estrela Investimentos S.A (Teisa) terá um ganho considerável. Como compraram 5% dos direitos do atacante, os investidores podem lucrar de R$ 5 milhões a R$ 7 milhões.

O iG apurou que o Real Madrid, da Espanha, está disposto a pagar 60 milhões de euros (R$ 140 milhões) para tirar o jogador da Vila Belmiro. Nesse caso, a Teisa ganhará R$ 7 milhões. Porém, caso o Santos e os representantes aceitem a proposta do Barcelona, que ofereceu o valor da multa rescisória, os investidores/conselheiros do clube receberão R$ 5 milhões.

Siga o Twitter do iG Santos e receba as notícias do seu time em tempo real

O lucro é excelente para a Teisa, que teve privilégios para comprar a porcentagem do jogador. Isso porque, os investidores, que também fazem parte do Grupo Guia (Gestão Unificada de Inteligência e Apoio ao Santos), pagaram apenas R$ 3,5 milhões por 5% dos direitos econômicos do atleta.

Desta forma, a Teisa comprou a porcentagem por um valor abaixo do preço de mercado. Na ocasião, o iG também teve acesso aos documentos que revelaram os valores da negociação . O Santos negociou os 5% abaixo da multa rescisória de Neymar, que estava avaliada em 35 milhões de euros (cerca de R$ 78,3 milhões na época). Sendo assim, baseado no valor da multa, os 5% dos direitos econômicos do jogador custavam R$ 3,9 milhões.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

Além do desconto de R$ 400 mil, a Teisa aproveitou o fato de ser composta pelos mesmos integrantes do Guia, e teve um lucro no dia seguinte da compra, pois sabiam que a multa do jogador aumentaria para 45 milhões de euros (R$ 105 milhões), a partir do dia 1º de dezembro de 2010. Desta forma, os R$ 3,5 milhões investidos pela empresa passam a valer R$ 5 milhões em 24 horas de investimento.

Reprodução
Santos garantiu a empresa do jogador, Neymar Sport, uma comissão de 10% para o atleta em sua venda

 

Leia tudo sobre: santosteisagrupo guianeymar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG