Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Técnico teve que enfrentar "rebelião" de atletas no Olympique, diz jornal

Atacante Pierre-André Gigna teria protestado contra Didier Deschamps após a derrota por 1 a 0 para o Olympiacos, na última quarta-feira

EFE |

O técnico do Olympique de Marselha, Didier Deschamps, teve que enfrentar uma "rebelião" no vestiário da equipe, liderada pelo atacante Pierre-André Gignac, após a derrota por 1 a 0 para o Olympiacos, na última quarta-feira, e dias antes do clássico contra o Paris Saint-Germain. A informação foi divulgada nesta sexta-feira pelo jornal "L'Équipe", que afirma que Gignac foi afastado da equipe principal pela diretoria por ter se negado a pedir desculpas a Deschamps após ter tido uma dura discussão com o treinador diante de todos os seus companheiros.

Nenhum jogador interveio na disputa, de acordo com o periódico, que opina que o técnico está "a cada dia mais isolado" no vestiário, por conta principalmente da má campanha do Olympique na temporada até agora. Com a derrota em casa para o Olympiacos, o time de Marselha terá que vencer o Borussia Dortmund na Alemanha para se classificar para as oitavas de final da 'Champions' sem depender de outros resultados. No Campeonato Francês, às vésperas de visitar o líder PSG neste sábado, o Olympique ocupa a décima colocação, com 12 pontos a menos que o rival.

A rebelião de Gignac, um atleta bem visto pelos companheiros de time, se une a outros casos polêmicos. O mais significativo é a situação do argentino Lucho González, jogador mais bem pago da França, mas que não é titular no esquema de Deschamps.

O ex-atacante de River Plate e Porto já demonstrou em várias ocasiões sua intenção de deixar a equipe em janeiro, durante a próxima janela de transferências. Gignac também não parece cômodo em um clube que tentou negociá-lo em julho, quando o Olympique chegou a um acordo para vendê-lo ao Fulham. No entanto, o negócio foi travado pelos próprios franceses, que não conseguiram contratar o atacante brasileiro naturalizado italiano Amauri.

Leia tudo sobre: olympiquefrançafutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG