Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Técnico tem dúvidas para montar ataque da Ponte

Com seis atacantes para apenas duas vagas, Gilson Kleina quer melhorar desempenho ofensivo da equipe

Gazeta |

A Ponte Preta, oitava colocada no Campeonato Paulista, não sabe o que é perder desde a segunda rodada da competição, quando foi batida pelo Mogi Mirim, em casa, por 2 a 0. Apesar do bom momento, a equipe campineira tem problemas no ataque: em 12 partidas, o time marcou apenas 9 gols. Para resolver isso, o técnico Gilson Kleina agora tem seis opções para montar o ataque.

O elenco possui, para o setor ofensivo, Everton Santos, Márcio Diogo, Ricardinho, Ricardo de Jesus, Tiago Luís e Rômulo. Para os atletas que estão na disputa, o importante é ajudar a Ponte, independente de quem for o titular.

"São todos atletas de muita qualidade. Nós temos que pensar na Ponte Preta, pois fazendo um trabalho em conjunto, o individual aparece", disse Márcio Diogo ao site oficial do clube.

Para o recém-chegado Everton Santos, o grupo da Ponte Preta não tem vaidades. "É um grupo que tem uma boa mescla de juventude e experiência, e promete fazer sucesso. O professor (Gilson Kleina) conseguiu que todo o grupo pensasse em um só objetivo: a classificação", afirmou.

A Macaca jogará neste domingo, às 18h30 (Horário de Brasília), contra o Botafogo-SP, décimo colocado no Paulistão, no Moisés Lucarelli.

Leia tudo sobre: Ponte PretaCampeonato Paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG