Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Técnico Sergio Batista nega agressões entre Messi e Burdisso

Jogadores teriam discutido em campo e no vestiário, mas treinador diz que foram apenas "reuniões fortes"

Gazeta |

O zagueiro Nicolas Burdisso e o atacante Lionel Messi foram os jogadores mais comentados pela imprensa argentina após o empate sem gols dos hermanos com a Colômbia, na quarta-feira. Os dois discutiram no gramado e a confusão teria se intensificado nos vestiários, envolvendo também o atacante Tevez e o volante Mascherano. Ao comentar o assunto, o técnico Sergio Batista garantiu que foi uma discussão normal.

"Sempre há discussões e isso é positivo. Mas estão dizendo isso e aquilo sobre isso e não é verdade, nada a ver. Todo grupo que é forte faz reuniões fortes. Todos aqui são boa gente, os 23", defendeu o comandante, que reconhece o momento ruim.

"Nós tinhamos expectativas. Pensávamos que o goleiro do adversário seria a grande figura, como vinha acontecendo nos amistosos. O que nos preocupa é que o destaque foi o nosso goleiro".

Batista tem sido um dos principais alvos das críticas de imprensa e torcida. Além dele, Lionel Messi tem recebido excessivas cobranças por não conseguir repetir com a camisa da seleção argentina as espetaculares atuações que costuma ter pelo Barcelona.

O melhor jogador do mundo já declarou à imprensa do país que o ambiente no clube catalão é quase familiar, o que facilita. Em entrevista à Rádio 10, o pai do jogador praticamente repetiu o discurso e disse que o filho está chateado.

Com dois pontos, a Argentina está na terceira colocação do Grupo A - dois dos terceiros colocados avançam às quartas. Para obter a classificação sem sofrimento, em primeiro ou em segundo, uma vitória contra a Costa Rica, segunda-feira, às 21h45 (de Brasília), é essencial.

Leia tudo sobre: ArgentinaMessifutebol mundialcopa américa 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG