Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Técnico por um dia, preparador de goleiros pede Botafogo ofensivo

Flávio Tenius será o comandante da equipe neste sábado, contra o Boavista, antes de Caio Júnior assumir

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

A rotina do preparados de goleiros Flávio Tenius mudou nesta semana, no Botafogo. Normalmente focado no trabalho com os arqueiros Jefferson, Renan e Milton Raphael, Tenius foi escolhido para ocupar o cargo de técnico interino. Com a saída de Joel Santana, Tenius comandou os treinamentos da equipe durante a semana e ficará no banco de reservas da equipe neste sábado, contra o Boavista, pela quinta rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca.

Além da dificuldade natural em assumir o comando da equipe, Tenius teve que 'quebrar a cabeça' para superar os dez desfalques que o Botafogo terá contra o Boavista. O preparador de goleiros acredita que a motivação dos jogadores pode superar a falta de entrosamento.

Renan Rodrigues
Preparador de goleiros, Flávio Tenius será o treinador do Botafogo neste sábado

"Não tinha muito para onde correr, tinha apenas 15 jogadores para formar o time titular. Felizmente as posições estavam todas preenchidas, não tivemos que improvisar em nenhum setor, o que já ajuda nessa situação. Os jogador que vão entrar estão ambientados ao clube, uns não estavam tendo sequência, mas a motivação pela oportunidade supera isso", declarou Tenius.

A equipe titular deve ser formada por Renan, Alessandro, Antônio Carlos, Márcio Rosário e Márcio Azevedo; Fahel, Somália, Marcelo Mattos e Fabrício; Caio e Willian. Com um ataque formado por jovens rápidos, Tenius aposta em uma equipe firme na marcação e com velocidade para atacar.

"Vamos tentar encaixar bem a marcação do Boavista, e com a posse de bola, procurar jogar com liberdade, pelo meio e pelos lados. Temos que explorar as característica dos jogadores. O Willian e o Caio são muito rápidos, tem que buscar o gol o tempo todo, sem dar muita chance para o time deles jogar. O Boavista é um time organizado, mas o Botafogo tem que entrar para ganhar sempre", disse o preparador de goleiros do Botafogo.

Apesar de diferente, a situação de assumir uma equipe não é nova para Tenius. O preparador de goleiros já viveu uma experiência igual em 2010, quando estava justamente no adversário deste sábado. "No passado, quando estive no Boavista, dirigi o time durante uma partida contra o Olaria e vencemos por 3 a 0", conta Tenius, que também já trabalhou ao lado de Caio Júnior.

"Eu trabalhei com Caio no Cruzeiro em 2001, quando ele era auxiliar técnico. De lá para cá, a gente sempre manteve contato. Ele ligou para saber das coisas, do meu conhecimento do clube, do elenco. Passei tudo que foi realizado na semana e vamos procurar fazer o melhor", disse o integrante da comissão técnica do Botafogo.
 

Leia tudo sobre: botafogocampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG