Tamanho do texto

Sob seu comando, a seleção chegou a disputar a Copa América, mas, em três jogos, ganhou apenas da Bolívia

O técnico argentino Ricardo La Volpe confirmou as expectativas e anunciou sua saída do comando da seleção costa-riquenha. Ele estava no cargo há pouco mais de oito meses, depois de firmar contrato em setembro do ano passado e assumir o posto em novembro. 

Com passagens por diversos clubes do futebol mexicano, além dos argentinos Boca Juniors e Vélez Sarsfield, La Volpe confirmou sua saída poucos dias depois da Costa Rica perder amistoso para o Equador, por 2 a 0. 

"Eu vim com uma ideia, com um projeto de médio a longo prazo. Mas fui vendo que o processo foi ficando cada vez mais difícil", garantiu o treinador. "Creio que o tempo vai me dar razão. A seleção necessita de trabalho pois não tem grandes figuras". 

Sob o comando de La Volpe, a Costa Rica disputou 17 partidas e venceu quatro, perdeu cinco e empatou oito. A seleção chegou a disputar a Copa América e, em três jogos, ganhou apenas da Bolívia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.