Antonio Mohamed sonha em conquistar um título internacional para a sua equipe depois de 15 anos

O Independiente está preocupado com o adversário da final da Copa Sul-americana, o Goiás. A equipe argentina não se importou com a atual fase do time goiano, já rebaixado no Campeonato Brasileiro, e o técnico do time visitante, Antonio Mohamed, prevê tamanha dificuldade para os seus comandados que espera que a equipe consiga ao menos sair do primeiro jogo da final ainda com chances de ser campeão.

"Serão duas partidas difíceis e o que devemos fazer é sair do Brasil ainda com vida... sair com vida significa não perder por mais de um gol", explicou Mohamed.

O técnico comandou um treino de reconhecimento do campo no estádio Serra Dourada nesta terça-feira e, assim como os jogadores, atentou para as dimensões do campo, 111 por 75 metros, e a grama mais alta, fatores com os quais não estão acostumados. Apesar disso, espera começar a trazer um título internacional para a sua equipe depois de 15 anos.

"O título em si marcará um antes e depois, muitas coisas que implicam no próximo ano, porque se ganharmos, jogaremos a Copa Libertadores, iremos à próxima Sul-americana e disputaremos a Recopa", argumentou.

Goiás e Independiente fazem o primeiro jogo da final da Copa Sul-americana 2010 às 22 horas (de Brasília) no estádio Serra Dourada, em Goiânia. O segundo jogo será na Argentina, na próxima na quarta-feira (8). O vencedor do confronto garante vaga na Copa Libertadores de 2011.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.