Miguel Ángel Russo pediu demissão e ainda levaram seu dinheiro e outros pertences em um restaurante

O técnico Miguel Ángel Russo foi vítima de um roubo em via pública nesta segunda-feira, no momento em que rescindia seu contrato com o Estudiantes de La Plata, clube do qual pediu demissão no domingo por conta da má campanha no Torneio Apertura do Campeonato Argentino.

Enquanto o treinador se reunia com o presidente do Estudiantes, Enrique Lombardi, em um restaurante de Buenos Aires, dois homens armados o surpreenderam e levaram dinheiro e outros pertences, segundo a imprensa esportiva argentina.

Russo deverá conceder nesta terça-feira uma entrevista coletiva para confirmar sua saída de comum acordo da equipe de La Plata, cujos dirigentes pensam em Gerardo Martino, ex-técnico do Paraguai, como substituto.

Sob o comando de Russo, que foi contratado em junho deste ano, o Estudiantes venceu dois jogos, empatou quatro e perdeu oito restantes no Apertura, no qual o time é o penúltimo colocado, com dez pontos, mesmo número do lanterna, o Banfield.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.