Tamanho do texto

Espanhol balançou as redes apenas duas vezes em 24 partidas pelo clube e ainda não justificou o investimento de R$ 136 milhões

Desde que chegou ao Chelsea , em janeiro, o espanhol Fernando Torres balançou as redes apenas duas vezes em 24 partidas e ainda não justificou o investimento de R$ 136 milhões. No último domingo, ele marcou contra o Manchester United e criou jogadas de perigo, mas perdeu um gol incrível, ao driblar o goleiro David De Gea e, sem marcação e equilibrado, chutar para fora de perna esquerda.

O gol faria o time de Londres encostar no placar, pois o lance aconteceu quando os Red Devils ganhavam por 3 a 1. O técnico André Villas-Boas defendeu o seu atacante e lembrou o pênalti perdido por Wayne Rooney, do United.

"Sejamos justos: vimos dois dos melhores atacantes do mundo perderem oportunidades loucas. Isso não é nada dramático, mas às vezes se torna alguma coisa. Tentamos de tudo para vencer este jogo, mas era impossível. As coisas simplesmente não funcionaram do nosso jeito, não apenas em termos de chances de gols, mas também de decisões do juiz", lamentou o técnico.

Alex Ferguson, treinador do United, não foi tão polido nas críticas ao gol perdido por Torres. "Foi um erro feio. Ele tinha muito tempo. Acho que tinha a obrigação de marcar", comentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.