Tamanho do texto

Clube inglês, de Wenger, outra vez se vê entre especulações sobre possível saída do capitão Cesc Fabregas

O Arsenal caminha para o sexto ano sem títulos. Brigando apenas pelo Campeonato Inglês, mas a nove pontos do líder Manchester United, faltando apenas quatro rodadas, o time mais uma vez vive entre especulações de uma possível saída do capitão Cesc Fabregas. Mas o técnico Arsene Wenger afirma que nenhum de seus principais jogadores vai sair.

No início da temporada passada, Fabregas sofreu assédio do Barcelona, clube no qual foi revelado. Agora, a imprensa inglesa fala em uma proposta de 35 milhões de libras da Inter de Milão (ITA).

"Esse é um assunto que não é criativo. Eu o respondo em 80% das coletivas de imprensa. Esse assunto precisa parar porque o passado já mostrou que ele é inútil. Nós não queremos vender nossos jogadores. Eles têm contratos e vão ficar até que nós mudemos de ideia", procurou assegurar o francês.

O último título do Arsenal foi a Copa da Inglaterra de 2005, mas Wenger ainda não sinaliza que vá mudar sua política de contratações e passar a investir em jogadores mais consagrados. Nesse período, o clube chegou à final da Liga dos Campeões da Europa, em 2006, contando com Thiery Henry, Gilberto Silva, Sol Campbell e Robert Pires, por exemplo.

"Não quero falar sobre o mercado agora, nem se vou comprar jogadores ou não", encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.