Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Técnico diz que não quis humilhar Ronaldinho no Milan

Jogador brasileiro entrou aos 45 minutos do segundo tempo do empate por Milan por 1 a 1 com a Sampdoria

Agência Estado |

O técnico Massimiliano Allegri garantiu que não pretendeu humilhar Ronaldinho Gaúcho ao colocá-lo em campo nos instantes finais da última partida do Milan no Campeonato Italiano. "Eu não queria humilhá-lo, em outro partida, Gattuso entrou quando faltava um minuto para terminar", assinalou, em entrevista ao jornal Gazzetta dello Sport.

O jogador brasileiro entrou aos 45 minutos do segundo tempo do empate por Milan por 1 a 1 com a Sampdoria, em partida válida pela 14ª rodada do Campeonato Italiano. "Não gosto de trocar por trocar, romper o equilíbrio é um pouco presunçoso. A equipe funcionava, criava, tinha ritmo, tinha medo de mudar alguma coisa na defesa e também no ataque", assinalou o treinador.

O técnico trocou Seedorf e Boateng por Ronaldinho e Flamini, respectivamente. "Vi [Clarence] Seedorf cansado, e também [Kevin-Prince] Boateng, pensei que poucos minutos podiam bastar para Dinho [Ronaldinho] criar alguma coisa. Eram poucos minutos, mas sua presença seria útil", completou.

Ronaldinho ficou no banco de reservas nos últimos seis jogos do Milan, sendo que em alguns não foi utilizado por Allegri. A situação fez aumentar as especulações sobre a possibilidade do brasileiro deixar o futebol italiano. De acordo com a imprensa local, o Los Angeles Galaxy teria oferecido US$ 40 milhões por quatro anos de contrato.

Leia tudo sobre: futebol internacionalitaliano 2010itália

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG