Zagueiro foi colocado na reserva e saiu da concentração. Paulo Bento disse que "nunca mais" o convocará

O técnico português Paulo Bento lamentou nesta quinta-feira a "deserção" do zagueiro do Real Madrid, Ricardo Carvalho, e relacionou sua inesperada saída ao fato de o jogador ter percebido que não seria titular na partida de sexta-feira contra o Chipre, válido pelas eliminatórias da Eurocopa 2012.

"Repudiamos o fato de ter dado as costas a seus colegas, à seleção e ao país", afirmou o técnico em entrevista coletiva. Bento afirmou que não teve nenhuma discussão com o jogador e que "nunca mais" o convocará para a seleção portuguesa. "Contamos com aqueles que são solidários e que querem ajudar Portugal", destacou, acrescentando que "o profissionalismo se mede em todos os lugares onde se trabalha".

O treinador relatou que Carvalho havia treinado normalmente desde segunda-feira passada até abandonar o local na quarta-feira quando a equipe estava reunida na sala de refeições. "Ele presumiu que não ia ser titular depois dos treinos de terça e quarta-feira", considerou Bento, ironizando que o zagueiro tinha outro plano: "O plano de fuga".

Ricardo Carvalho, de 33 anos e 75 jogos pela seleção portuguesa, abandonou a concentração alegando "falta de respeito". "Me sinto em plena forma física e também mental, como demonstrei em meu clube e na seleção. Se me fazem sentir que estou sobrando e não me dizem, a única possibilidade é ir embora", informou o jogador em comunicado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.