Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Técnico da Venezuela intimida Neymar no intervalo e causa tumulto

César Farias não teria gostado de uma atitude do atacante brasileiro e foi tirar satisfação com o camisa 11

iG São Paulo |

Getty Images
O atacante Neymar, que teria sido alvo dos insultos do técnico venezuelano
Se o jogo entre Brasil e Venezuela teve poucas emoções no campo, fora dele o clima esquentou. Logo após as equipes deixarem o gramado para o intervalo da partida, o técnico da Venezuela, César Farias, foi tirar satisfação com Neymar sobre uma atitude do atacante durante o primeiro tempo.

O diretor de comunicação da CBF, Rodrigo Paiva, explicou que Farias cruzou o campo para gritar contra o atacante Neymar na saída do gramado.

"O técnico da Venezuela tentou intimidar o Neymar quando ele ia entrar no vestiário. Aí, todos do Brasil foram defendê-lo. Foi uma grande confusão. O vestiário da Venezuela era do outro lado, o técnico deles não tinha que ir onde foi", explicou Rodrigo. De acordo com os relatos do diretor, alguns jogadores e o técnico brasileiro, Mano Menezes, partiram em defesa do atacante, o que gerou confronto e empurrões na saída para o intervalo.

Principal envolvido no incidente, Neymar se mostrou surpreso com a postura do treinador venezuelano e explicou o que aconteceu no vestiário da seleção brasileira.

"O treinador deles veio xingando, mas não entendi nada. O Mano (Menezes, técnico da seleção brasileira) entendeu, e aí houve uma discussão", disse o camisa 11 do Brasil.

Após a partida, o técnico Mano Menezes também se pronunciou sobre o assunto e mostrou indignação com o ocorrido, criticando a atitude de Farias.

"O técnico adversário não tem que falar com o Neymar. Eu tenho que conversar com o Neymar", disse Mano, que não aprovou a atuação da seleção na estreia da Copa América diante da modesta Venezuela.

A próxima partida da seleção brasileira na competição será contra o Paraguai, no próximo sábado (09/07), às 16 horas, no estádio Mario Alberto Kempes, em Córdoba. Já a Venezuela encara o Equador logo na sequência, em Salta.

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG