Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Técnico da seleção francesa é inocentado de acusação de racismo

Laurent Blanc teria proposto redução no número de jogadores africanos em centros de formação de atletas

iG São Paulo |

O técnico da seleção francesa, Laurent Blanc, não está envolvido no escândalo de racismo que atualmente balança as estruturas do futebol francês, segundo as conclusões da comissão de investigação do Ministério de Esportes. A situação veio à tona depois da revelação de uma conversa na qual Blanc falava na adoção de cotas raciais nos centros de formação de atletas da França. O objetivo seria reduzir o número de jogadores procedentes da África.

Nesta terça-feira, a ministra do Esporte, Chantal Jouanno, comunicou os primeiros elementos do relatório da comissão, que concluiu não ter ocorrido nenhuma atitude discriminatória na FFF (Federação Francesa de Futebol). O diretor técnico nacional, François Blanquart, foi o único afastado de suas funções temporariamente . Ele é acusado de ter levantado o assunto das cotas raciais em uma reunião da FFF realizada no dia 8 de novembro de 2010, junto com os técnicos das seleções sub 21 e sub 20 da França, Erick Mombaerts e Francis Smerecki.

O caso explodiu após a imprensa ter revelado o conteúdo de uma reunião na qual Blanc participou e onde propôs limitar a presença de jogadores com dupla nacionalidade nos centros de formação franceses. A acusação seria de que Blanc teria orientado clubes e escolinhas da França a limitarem em cotas de 30% o número de jogadores descendentes de africanos e norte-africanos, ou não brancos, que possuam de 12 a 13 anos de idade. Com isso, a entidade teria o objetivo de formar uma próxima geração de jogadores franceses "branca" e "europeia".

AFP
Chantal Jouanno, ministra do Esporte da França, declara a inocência de Laurent Blanc nesta terça

O técnico da seleção francesa foi interrogado na tarde de segunda-feira pela Comissão responsável, e acabou sendo inocentado. Na semana passada, quando o caso explodiu, ele divulgou um comunicado dizendo que não é racista, opinião compartilhada pela ministra Chantal Jouanno. Ex-zagueiro, Laurent Blanc foi campeão mundial em 1998 pela seleção francesa como jogador. Ele assumiu o comando técnico da equipe nacional em 2010, pouco após o fiasco francês na Copa do Mundo da África do Sul.

*com agências

Leia tudo sobre: futebol mundiafrançalaurent blancracismofffpolêmica

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG