Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Tartá agradece força do padrinho Fred e comemora boa fase

Depois do ostracismo de seis meses, autor do gol contra o Vasco aponta camisa 9 como responsável por sua volta ao Fluminense

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861563105&_c_=MiGComponente_C

Após um domingo inesquecível que terminou com um jantar regado a bacalhau feito caprichosamente pela mãe Marli para comemorar a vitória sobre o Vasco, Tartá viveu uma segunda-feira diferente do habitual. Assediado pela imprensa como não acontecia desde os tempo que surgiu em Xerém como uma promessa, o autor do gol que manteve o Fluminense na liderança isolada do Campeonato Brasileiro não escondeu a surpresa com o bom momento mas fez questão de afirmar que jamais deixou de acreditar no seu futebol.

Ao lado do pai Alcimar, seu maior incentivador, o jogador, que chegou em Xerém com 12 anos, admite que viveu momentos de tristeza e incerteza ao ser emprestado para o Atlético-PR no início da temporada. Mas com o apoio da família e um porta voz de peso como o atacante Fred, o jogador não abaixou a cabeça e esperou a hora certa para retornar ao Rio de Janeiro e brilhar pelo clube do coração.

Minha família foi muito importante e nunca deixou eu desistir de acreditar no meu potencial. Passei um período de muita ansiedade no Paraná e lembro que ligava para o Fred quase todos os dias dizendo que queria voltar. Ele sempre me tranquilizava, mandava eu continuar trabalhando que minha hora iria chegar. Ele é meu padrinho no Fluminense e foi um dos responsáveis pela minha volta ao clube, revelou Tartá.

Humilde e sorridente, o atacante rejeita o rótulo de herói, mas lembra que tinha um sonho de ganhar uma oportunidade e marcar o gol do título. O gol contra o Vasco não foi o da conquista, mas certamente ajudou o Fluminense a continuar sonhando com o bicampeonato brasileiro. Ciente da dificuldade de arrumar uma brecha na time titular, Tartá sabe que vai precisar jogar muito para continuar no time. No entanto, ele afirma que não vai se importar se perder a vaga para o amigo Fred.

Eu sempre tive fé que meu momento chegaria. Sei que será difícil me manter como titular quando o Fred se recuperar, mas não posso reclamar de voltar para o banco por causa dele. O Fred é um exemplo de profissional para todos nós. Eu não quero ser herói. Meu objetivo quando comecei em Xerém era apenas chegar ao profissional do Fluminense um dia. Ser campeão brasileiro e escrever meu nome na história do clube então é um sonho, afimou Tartá.

Se atualmente Fred é seu padrinho nas Laranjeiras, o técnico Renato Gaúcho não fica atrás e tem uma importância fundamental na curta carreira de Tartá.

O Renato é o cara. Ele é a pessoa que eu e minha família temos uma gratidão eterna. Ele foi um anjo que papai do céu colocou na minha vida. Nunca vou esquecer o que ele fez por mim no começo da minha carreira. Infelizmente a gente tem se falado pouco, mas tenho um carinho gigantesco por ele, lambra Tartá.

Se no perigoso mundo do futebol Fred e Renato tiveram papéis importantes na carreira de Tartá, em casa, a base familiar é a principal referência do jogador do Fluminense. Chefe da família Soares, Alcimar não desgruda de Vinícius, como o atacante é chamado pelos familiares, marca tão duro quanto os zagueiros adversários e não se empolga com a possibilidade do assédio de um clube europeu.

Tudo tem sua hora e acho que ainda é muito cedo para ele sair do Brasil só porque marcou um golzinho. Ele ainda tem muito o que aprender e melhorar. Tivemos muitas dificuldades quando ele começou. Eu estava desempregado e minha mulher sustentava a casa trabalhando como assessorista. Era caro mandar ele treinar em Xerém, mas ele foi aprovado no teste e deu tudo certo. Quando ele fez o gol foi uma explosão, uma emoção enorme, explicou o pai de 46 anos, que trabalha como técnico de raio-x.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofluminensefutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG