Tamanho do texto

Segundo o treinador, batedores eram Chiquinho ou Felipe, mas atacante quis realizar a cobrança

Na derrota por 2 a 1 para o Americana , no último sábado, o Guarani teve uma cobrança de pênalti a seu favor quando o duelo ainda estava empatado em 1 a 1, mas o atacante Fernandão desperdiçou a oportunidade, batendo por cima do gol adversário. Após a partida, o técnico Vilson Tadei revelou que o centroavante não estava escalado entre os principais batedores da equipe.

"Na verdade, o Fernandão nem estava escalado para a cobrança. Era o Chiquinho ou o Felipe. Mas chega naquele momento que o cara pega a bola e quer bater e nós não podemos fazer nada. Aconteceu aquilo mesmo, mas não posso crucificar, porque se tivesse feito ele seria enaltecido", comentou Tadei.

Após a segunda derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro da Série B, o Guarani buscará a reação na próxima terça-feira, quando atua fora de casa contra o Bragantino. Para o técnico campineiro, os jogadores estão cientes de que precisam melhorar.

"O grupo não é bobo e sabe que no futebol às vezes acontecem essas fatalidades. Não é sempre que o cara (Fumagalli, do Americana) acerta um chute daqueles. Temos que levantar a cabeça e seguir trabalhando. Infelizmente não era o nosso dia", lamentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.