Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Tabu, liderança e 100º gol de Ceni agitam São Paulo x Corinthians

Rivais medem forças em Barueri em partida cheia de ingredientes históricos

Bruno Winckler e Levi Guimarães, iG São Paulo |

Não faltam ingredientes para que o São PauloCorinthians deste domingo entre para a história como um dos mais emocionantes encontros entre os dois tradicionais adversários já resgistrados. Em jogo, mais do que uma rivalidade movida por desavenças recentes entre as duas diretorias, há também a defesa de um tabu de 11 jogos favorável ao Corinthians e a possibilidade de o maior ídolo da história do São Paulo, Rogério Ceni, conseguir atingir um feito histórico. De quebra, uma vitória no clássico dará ao vencedor amplas condições de terminar a primeira fase do Paulistão à frente do rival na classificação geral.

Gazeta Press
Ceni treina cobranças de faltas em busca do centésimo gol no clássico contra o Corinthians

A partida começará às 16h, na Arena Barueri. Fechado para um show do Iron Maiden, o Morumbi não receberá o duelo. Nem assim, o duelo perderá seu charme. "Preferia jogar no Morumbi, no Pacaembu, pela grandeza do clássico, mas o que vai contar são as duas equipes e o futebol que elas apresentarem, independente do estádio", disse o técnico Tite, que defende não só o tabu histórico do Corinthians, como também um retrospecto pessoal. Desde que retornou ao clube, em outubro, o técnico não saiu derrotado de clássicos paulistas.

“Não existe favorito. O Corinthians não perdeu clássico. Mas o verbo está no passado. Perdeu. Preferia dizer que não perde clássicos. Mas isso não existe. Hoje o Corinthians está na frente, pode estar mais estruturado, mas até outro jogo era o São Paulo o líder”, comentou.

O Corinthians tem 34 pontos, e se vencer, se mantém na liderança do campeonato. Com 31 pontos, o São Paulo ultrapassa o rival se quebrar o jejum de 11 jogos em vencer o Corinthians. Iguais em pontos, o time do Morumbi teria vantagem no número de vitórias (11 a 10).

Antes do jogo, o técnico Tite comandou um treino fechado na manhã deste sábado, mas não fez mistério em relação à escalação da equipe, que entrará em campo com os mesmos 11 titulares que venceram o Oeste, na última rodada. Bruno César, primeira opção no banco de reservas, foi sacado do clássico para resolver sua transferência para o Benfica.

No São Paulo, o técnico Paulo César Carpegiani é mais misterioso que seu conterrâneo do Rio Grande do Sul. Diferente de Tite, o comandante são-paulino não divulga o time que entrará em campo contra o rival.

“Não quero dar o time. Tenho algumas opções. Não sei dizer se o Marlos vai continuar, não gostaria de revelar isso. Preciso fechar, porque tudo que acontece no treino sai detalhadamente [na imprensa]. Se eu fecho o treino não vou dar detalhes para vocês. Vamos formar uma equipe competitiva, sem muitas modificações do que vínhamos fazendo”, disse Carpegiani antes do início do treino de sexta-feira.

AE
Julio César concentrado durante treino às vésperas do clássico de domingo
A dúvida de Carpegiani é quem utilizar no lugar de Lucas, que está servindo a seleção brasileira. E embora o treinador não tenha dado muitas dicas, é possível apontar como favoritos à vaga Marlos, que já foi titular contra o Paulista no meio da semana, e Ilsinho. “Tenho duas maneiras para jogar do meio pra frente. Vou fazer as duas e a que os jogadores sentirem melhor é a que vai jogar”, disse.

Se o time titular é segredo, não há mistérios em relação à grande expectativa que cerca o jogo para os são-paulinos. Após marcar o 99º gol da sua carreira na quarta-feira, Rogério Ceni e seus milhares de fãs que torcem pelo time do Morumbi esperam ver a marca histórica do 100º gol ser quebrada exatamente contra o grande rival Corinthians.

“Seria bom demais, maravilhoso. E do jeito que o Rogério nasceu pra brilhar eu tenho certeza que vai sair no domingo. Seria melhor se fosse no Morumbi, mas para mim e para todos os são-paulinos vai ser muito marcante, uma coisa pra lembrar a vida inteira”, disse Alex Silva, que sugere até uma estátua do goleiro na Arena Barueri caso sua previsão se confirme.

No Corinthians, o possível gol 100 de Rogério Ceni não é levado muito em consideração. Júlio César, que pode ser o "sortudo" goleiro que entrará para história por conta da marca do são-paulino, diz que não se importa em sofrer um gol desde que o Corinthians vença o jogo. "Quem joga é São Paulo e Corinthians. Minha preocupação, como em todo jogo, é não tomar gols. Eu quero ajudar o Corinthians a vencer o jogo, independente dessa possibilidade do Rogério marcar gol", disse o goleiro corintiano, logo após a vitória sobre o Oeste, quarta-feira.

FICHA TÉCNICA – SÃO PAULO x CORINTHIANS
Local:
Arena Barueri, em Barueri (SP)
Data: 27 de março de 2011, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima
Assistentes: Celso Barbosa de Oliveira e Carlos Alberto Funari

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Alex Silva, Miranda e Rhodolfo (Xandão); Jean, Casemiro, Carlinhos Paraíba, Marlos (Ilsinho) e Júnior César; Fernandinho e Dagoberto Técnico: Paulo César Carpegiani

CORINTHIANS: Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Morais e Jorge Henrique; Dentinho e Liedson Técnico: Tite
 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG