Em seu último clássico de Manchester, atacante marcou de bicicleta e decretou a vitória do United sobre o City

O inglês Wayne Rooney foi suspenso por duas partidas, pois proferiu palavrões na comemoração de seu terceiro gol na virada do Manchester United sobre o West Ham, pelo Campeonato Inglês . Fora do clássico deste sábado contra o Manchester City , pela semifinal da Copa da Inglaterra, o atacante lembra o golaço que marcou sobre o rival em fevereiro. Na ocasião, em Old Trafford, Nani cruzou da direita e Rooney completou de bicicleta, marcando o gol da vitória por 2 a 1.

"Eu só me lembro do cruzamento tomando um desvio e a bola chegando perto para eu acertá-la. Você sempre está trabalhando a sua técnica, mas gols como esse são apenas instintivos. Quando eu estava no ar, (Dimitar) Berbatov gritou como se dissesse: 'o que está fazendo?!'. Então eu virei e a bola estava no topo. É incrível a quantidade de pessoas que vieram pedir para que assinasse fotos dos gols desde então", contou.

Sem Rooney, as esperanças do United recaem em Ryan Giggs . Aos 37 anos, o veterano decidiu o confronto de quartas de final da Liga dos Campeões da Europa contra o Chelsea com três assistências.

"Não vai demorar para o chamarmos de Sir Ryan", brincou Rooney, em referência ao título que o cidadão britânico conquista ao ser eleito cavaleiro da Rainha. "Para mim, ele é um gênio. O que ele fez no United, o que faz para os jovens jogadores é absolutamente fantástico. Não sei o que ele está comendo ou bebendo, mas vou pedir um pouco para mim", acrescentou. Giggs estreou pelo Manchester United em março de 1991.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.