Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Suspenso, Cuca reclama da punição imposta pelo STJD

Treinador foi punido por reclamações depois de derrota para o Corinthians e não fica no banco em jogo decisivo contra o Flamengo

Agência Estado |

Suspenso por dois jogos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em julgamento realizado na sexta-feira, o técnico Cuca não poderá comandar o time do Cruzeiro do banco de reservas na reta final do Brasileirão. E não esconde a sua indignação com a punição que recebeu por conta da expulsão no jogo contra o Corinthians, no dia 13 de novembro, no Pacaembu.

No jogo com o Corinthians, Cuca defende que sequer falou com o árbitro Sandro Meira Ricci antes de ser expulso. "Eu não abri a boca, não xinguei o juiz, apenas saí fazendo não com o dedo e fui embora", lembrou o técnico, que foi condenado pelo artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, por assumir conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva.

Cuca ainda reclamou do voto do relator do seu processo, Paulo Salomão, que disse durante o julgamento que o treinador comparecia "duas vezes ao ano" no STJD, para argumentar que ele é reincidente. "Existe uma desinformação muito grande por parte do procurador, senhor Paulo Salomão. Ele citou que eu compareço ao tribunal duas vezes por ano. É uma pessoa desinformada, porque a última vez que eu compareci foi em 1/9/2006. Ele iniciou a votação dando dois jogos e os demais seguiram com ele, à exceção de um, que me absolveu", afirmou o técnico do Cruzeiro.

"Fico fora dos dois jogos, provavelmente sem poder ir ao vestiário, ao estádio. Falei no Pacaembu que tem coisas que desanimam a gente como aquela arbitragem do Sandro, candidato a melhor árbitro, e esse tipo de atitude (do STJD) vem dar mais força ainda ao que eu falei. Veio uma suspensão de duas partidas, faltam duas, então é a mesma coisa que dar 30, 60 dias de suspensão. E a gente tem que acatar. A gente se sente impotente diante das pessoas que comandam o futebol", protestou Cuca.

Ainda na briga pelo título do Brasileirão, o Cruzeiro está em terceiro lugar, dois pontos atrás do líder Fluminense. Neste domingo, o time mineiro visita o Flamengo em Volta Redonda (RJ). E depois, na última rodada do campeonato, receberá o Palmeiras em Sete Lagoas (MG).

Leia tudo sobre: campeonato brasileirocruzeirofutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG