Lateral corintiano antecipou retorno em 20 dias e se diz pronto para ser titular contra o Bahia

Não estava previsto o retorno de Fábio Santos ao time do Corinthians antes do mês de outubro. Mas uma comunhão de fatores e um exame realizado na manhã de quarta-feira possibilitaram que o lateral-esquerdo ficasse no banco e entrasse ainda no primeiro tempo do clássico contra o São Paulo . Ele fraturou a clavícula esquerda no dia 10 de agosto e na previsão inicial seu retorno deveria acontecer num prazo de 60 dias.

Fábio Santos voltou a jogar depois de 41 dias
AE
Fábio Santos voltou a jogar depois de 41 dias

Siga a página do iG Corinthians no Twitter

"Fiquei sabendo que existia a possibilidade na noite de terça-feira, mas não tinha feito nenhum exame. Até porque a volta estava programada para ser contra o Vasco (em 2 de outubro, um domingo)", disse Fabio Santos na saída do Morumbi, quarta-feira, confirmando a previsão que já havia dado ao iG . Contra o São Paulo ele substituiu Leandro Castán, que estava improvisado na lateral, aos 29 minutos do primeiro tempo.

O pedido de dispensa de Chicão da lista de relacionados e a lesão de Ramon na coxa direita, sofrida no domingo, fizeram o departamento médico apressar um exame para detectar se o osso já estava calcificado. "Meu exame estava marcado para sexta, mas como teve o problema do Chicão e do Ramon, fiz exame na quarta. Na terça mesmo, fiz testes na fisioterapia, com quedas no chão, e não senti nenhuma dor, nada", disse.

Leia a entrevista de Fábio Santos ao iG

Feliz com o bom desempenho nos cerca de 60 minutos que atuou no Morumbi, Fábio Santos já se escala para o jogo de domingo contra o Bahia no Pacaembu. "A gente arriscou. Só o futebol mesmo para proporcionar isso. Logo no primeiro tempo já foi preciso que eu entrasse. Entrei e não aconteceu nada demais. Logo no primeiro lance, o Casemiro (volante do São Paulo) me jogou para o alto e eu caí. Mas me virei para cair com o ombro direito no chão (risos). O pior já passou", disse. "Domingo? Pra domingo já estou pronto", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.