Na casa do Botafogo, time perdeu apenas uma vez em 23 jogos disputados, mas jamais para os rivais do Rio

O Flamengo entra em campo domingo, às 16h, para enfrentar o Macaé, em Volta Redonda, mas já está classificado para a semifinal da Taça Rio. Se vencer a competição, garante também o título do Campeonato Carioca por ter sido campeão da Taça Guanabara. Para alcançar o objetivo, o time conta com um forte aliado, que é subestimado pelos jogadores e o técnico Vanderlei Luxemburgo: o Engenhão, onde tem 75,4% de aproveitamento.

Renato comemora o gol marcado contra o Duque de Caxias, seu quinto no Engenhão
Vippcomm
Renato comemora o gol marcado contra o Duque de Caxias, seu quinto no Engenhão
O estádio, administrado pelo Botafogo, é o palco das semifinais e finais da Taça Rio e o Flamengo foi derrotado apenas uma vez no local em 23 jogos disputados, além de 15 vitórias e sete empates. Mesmo assim, a queda aconteceu contra o Palmeiras (3 a 1), no Campeonato Brasileiro do ano passado. Para um rival do Rio, jamais perdeu. Em clássicos, foram três vitórias e seis empates. O retrospecto mostra o caminho do título.

“Quando o retrospecto é bom, a gente usa como motivação. Quando ele é ruim, trabalha para quebrar”, brincou Renato , segundo maior artilheiro do Flamengo no Engenhão com cinco gols, um atrás de Adriano. “O Engenhão é o principal estádio do Rio no momento e virou a nossa casa por ser o único capaz de receber a torcida do Flamengo em grande número”, emendou.

Apesar do sucesso, Luxemburgo não se cansa de repetir que o Flamengo sempre será visitante no Engenhão e que o clube precisa encontrar uma alternativa. Renato admitiu que o estádio ainda não convenceu jogadores e torcedores de que pode substituir o Maracanã. Para ele, apenas nos jogos contra Nova Iguaçu e Boavista, na final da Taça Guanabara, o time sentiu uma atmosfera positiva e jogou como se estivesse na sua própria casa.

“Na estreia do Ronaldinho Gaúcho e naquele jogo com o Boavista sentimos um clima legal para os jogos, mas ainda não consegui ver como acontecia no Maracanã, com aquela força que vinha da arquibancada para o campo. A torcida precisa reconhecer o Engenhão como nosso ponto de encontro”, afirmou Renato, que disputou 15 jogos no estádio.

Para a semifinal da Taça Rio, o Flamengo ainda não tem adversário definido. No momento, o time ocupa a segunda colocação do Grupo A, com 15 pontos, um atrás do Vasco, e enfrentaria o Fluminense. Mas Olaria e Botafogo também estão na disputa pelas duas vagas do Grupo B.

Flamengo no Engenhão:
75,4% de aproveitamento
15 vitórias
7 empates
1 derrota
43 gols marcados
18 gols sofridos
Artilheiro: Adriano (6 gols)
Quem mais jogou:
Leonardo Moura (21 jogos)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.