Clube tentou adiar punição até que briga com jogadores do Avaí seja julgada pela instância máxima

O Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) negou o pedido de efeito suspensivo do departamento jurídico do Botafogo , para os atacantes Herrera e Loco Abreu , e para o técnico Caio Júnior . Os três foram punidos com cinco, quatro e uma partida , respectivamente, pela briga generalizada após a partida contra o Avaí , no dia 20 de abril, pela Copa do Brasil.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

A tentativa do advogado do Botafogo, Aníbal Rouxinol, era de suspender as penas até que o recurso do clube seja julgado pela Pleno, instância máxima do STJD. Assim, os dois atacantes e o treinador não poderão entrar em campo na estreia do Botafogo no Campeonato Brasileiro, contra o Palmeiras , no dia 22 de maio. Apenas a multa recebida pelo Botafogo foi suspensa até novo julgamento.

Se o Botafogo não teve sucesso com seu pedido, o Avaí conseguiu um feito importante. O meia Marquinhos foi liberado horas antes do confronto com o São Paulo, nesta quinta-feira. Com a decisão, o atleta, que foi punido com cinco partidas, poderá entrar em campo até que o recurso do clube seja julgado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.